Parlamentar ucraniano: Ponte da Crimeia será nossa

© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensObras de construção da ponte da Crimeia
Obras de construção da ponte da Crimeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Crimeia decidirá aderir à Ucrânia e, consequentemente, a Ponte da Crimeia será ucraniana. Pelo menos assim opina um deputado do país.

A Ponte da Crimeia irá pertencer à Ucrânia, assegurou o deputado da Suprema Rada (parlamento ucraniano), Anton Geraschenko, citado pelo canal de televisão 112 Ukraina.

Crimeia decidirá aderir à Ucrânia e, consequentemente, a Ponte da Crimeia será ucraniana.

Em suas palavras, "os russos construíram a ponte de Kerch [a Ponte da Crimeia]", que "será propriedade da Ucrânia após a Crimeia será devolvida ao nosso país".

Para argumentar sua posição, o parlamentar ofereceu um exemplo da história. No entanto, destacou que isso pode levar várias décadas.

Jovens passeiam na beira do estreito Bósforo Oriental, na ilha de Russky em Vladivostok - Sputnik Brasil
Rússia inaugura 'mega ponte' na Crimeia, e começa a construir outra
Em 1871, os alemães tomaram a Alsácia e Lorena francesas, onde construíram muitas pontes e estradas. Mas depois da Primeira Guerra Mundial tiveram que devolver Alsácia e Lorena, e assim os franceses receberam todo o investimento alemão nas cidades devolvidas. "Aqui [na Crimeia] acontecerá o mesmo. Sim, será um longo caminho de sanções econômicas e diplomacia. Mas, em geral, a ponte de Kerch é útil para Ucrânia."

Na terça-feira (15), o presidente russo Vladimir Putin inaugurou as estradas para automóveis da Ponte da Crimeia, que liga a península da Crimeia à região russa de Krasnodar. Trata-se da ponte mais extensa da Rússia, tendo 19 quilômetros de comprimento. A inauguração estava marcada para dezembro de 2018, mas os construtores concluíram os trabalhos com antecedência.

Construção da ponte da Crimeia, março de 2018 - Sputnik Brasil
Jornalista britânico propõe que Ucrânia bombardeie Ponte da Crimeia
A Ponte da Crimeia conta com quatro pistas, duas de cada direção, com capacidade de fluxo de até 40 mil veículos por dia e duas linhas ferroviárias com capacidade de fluxo diário de até dois trens com 47 vagões cada, que começarão a deslizar pelos trilhos da ponte no fim de 2019.

A Crimeia retornou à Rússia em 2014 depois de referendo, onde mais de 90% dos moradores votaram pela reunificação. No entanto, Kiev ainda considera a península como território ucraniano.

Autoridades russas ressaltaram inúmeras vezes que a reunificação ocorreu por meio de um referendo, de acordo com as leis internacionais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала