À moda antiga: palestino derruba drone israelense com pedra e estilingue (VÍDEO)

© AP Photo / Majdi MohammedManifestante palestino usa estilingue para atirar pedras contra forças de segurança israelenses durante confrontos após um protesto para marcar o 11º aniversário da morte do líder palestino Yasser Arafat, na cidade de Ramallah, Cisjordânia, 11 de novembro de 2015.
Manifestante palestino usa estilingue para atirar pedras contra forças de segurança israelenses durante confrontos após um protesto para marcar o 11º aniversário da morte do líder palestino Yasser Arafat, na cidade de Ramallah, Cisjordânia, 11 de novembro de 2015. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Manifestante palestino perto da fronteira com a Faixa de Gaza conseguiu derrubar o que parece ser um drone israelense com pedra e estilingue, revelou um vídeo postado na Internet.

As imagens da Press TV mostram palestinos arremessando pedras com estilingues em um objeto voador que parece ser um drone. Uma nuvem carregada de fumaça cinza pode ser vista, enquanto as sirenes são ouvidas ao fundo.

Um dos protestantes finalmente consegue atingir seu alvo, para comemoração de todos os manifestantes. Não se sabe ao certo quando o incidente ocorreu, embora relatos semelhantes tenham surgido na sexta-feira (4).

Não houve nenhuma reação de Israel, embora Tel Aviv tenha usado drones para monitorar os protestos palestinos. Em março, as Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) usaram drones para espalhar gás lacrimogêneo para dispersar grandes multidões de manifestantes ao longo da fronteira de Gaza.

Manifestantes palestinos correm para se proteger de bombas de gás lacrimogêneo disparadas por soldados israelenses durante confrontos em Gaza (arquivo) - Sputnik Brasil
Palestinos lançam explosivo contra soldados israelenses
Os palestinos protestam perto da fronteira de Gaza como parte da Grande Marcha do Retorno desde o final de março. As manifestações devem continuar até o Nakba (Dia da Catástrofe) em 15 de maio, dia em que os palestinos recordam o que consideram uma evacuação em massa de suas terras como resultado do estabelecimento de Israel. Pelo menos 45 pessoas foram mortas e 6.800 ficaram feridas desde o início dos protestos, segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала