Moscou tem protesto contra bloqueio do aplicativo Telegram

© Sputnik / Grigory Sysoyev / Abrir o banco de imagensMarcha contra o bloqueio do Telegram em Moscou.
Marcha contra o bloqueio do Telegram em Moscou. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Milhares de pessoas participaram de marcha em Moscou, na Rússia, nesta segunda-feira (30) contra a decisão do Judiciário local de bloquear o aplicativo de mensagens Telegram.

Segundo os organizadores, cerca de 12 mil participaram dos protestos. Já segundo a polícia de Moscou e do ministério do Interior da Rússia, 7,5 mil pessoas saíram às ruas no início desta semana para exigir liberdade de expressão e a liberação do aplicativo no país.

O Telegram foi bloqueado no país porque decidiu não cumprir uma ordem judicial que ordenava a entrega de suas chaves de criptografia para as autoridades. Com isso, os serviços de inteligência poderiam acessar as mensagens enviadas pelo aplicativo.

Dois homens, usando seus smartphones, estão em frente ao logotipo do Telegram - Sputnik Brasil
Judiciário do Irã proíbe uso do aplicativo de mensagens Telegram
As autoridades afirmam que a medida é necessária para evitar que o Telegram seja usado por terroristas.

"O regime de Putin declarou guerra à internet, declarou guerra à sociedade livre… então temos que estar aqui para defender o Telegram", afirmou um manifestante à agência de notícias Reuters.

O fundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, afirmou no Twitter que a manifestação desta segunda o deixou "orgulhoso e empolgado" em ser russo.

Tradução do texto do tweet: "A reunião contra o bloqueio do Telegram e em defesa da liberdade na internet".

O Ministério do Interior informou que evento já foi encerrado e que não foi registrado nenhum distúrbio. 

O Telegram tem cerca de 200 milhões de usuários em todo o mundo. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала