Primeiro país na África: Zimbábue legaliza maconha para uso medicinal e científico

CC0 / / Cannabis
Cannabis - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Zimbábue é o primeiro país africano a legalizar a produção de maconha para fins de uso medicinal e científico, tornando assim a planta em uma fonte de receita.

Uma nota publicada pelo governo através do Ministério da Saúde informou que indivíduos e empresas poderão solicitar licenças para cultivar maconha. Anteriormente esse tipo de ação poderia levar a até 12 anos de prisão.

Cannabis - Sputnik Brasil
OMS para os EUA: 'Vocês estão completamente errados quanto à maconha'
O uso recreativo da planta no país, no entanto, continua ilegal, de acordo com a agência Associated Press.

A decisão, porém, é uma mudança importante da postura tradicionalmente dura em relação à maconha no país, que é considerado amplamente conservador.

Em 2017, o Lesoto tornou-se o primeiro país na África a emitir uma licença para a maconha medicinal. Enquanto isso, países incluindo o Malawi e Gana estão explorando maneiras de legalizar a droga.

Também em 2017, na África do Sul, foi determinado por um tribunal que o uso privado da maconha era legal, mas o governo recorreu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала