Zona radioativa de Chernobyl como você nunca viu

Nos siga noTelegram
O acidente na usina nuclear de Chernobyl ocorreu na madrugada de 26 de abril de 1986. Testemunhas reportaram ouvir ao menos duas explosões potentes, uma depois da outra.

Mas, apesar da atmosfera assustadora e dos perigos reais ou, quiçá, graças a eles, já a partir de meados dos anos 90 a zona de exclusão de Chernobyl começou a atrair turistas. A maioria chega legalmente, através de agências de turismo. Viagens começaram a ser vendidas em 1995.

Desde então, o número de turistas que visitam Chernobyl anualmente tem crescido, correspondendo até então a mais de mil pessoas.

CC BY 2.0 / Vadim Mouchkin / IAEA / Chernobyl nuclear power plant Vista aérea da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia, 2007.
Vista aérea da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia, 2007 - Sputnik Brasil
1/18
Vista aérea da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia, 2007.
© Foto / Public domain/ Porco RossoGrafite em um edifício na zona da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia.
Grafite em um edifício na zona da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia - Sputnik Brasil
2/18
Grafite em um edifício na zona da Usina Nuclear de Chernobyl, Ucrânia.
© Sputnik / Igor KostinHelicópteros realizando descontaminação de edifícios da Usina Nuclear de Chernobyl após catástrofe.
Helicópteros realizando descontaminação de edifícios da Usina Nuclear de Chernobyl após catástrofe - Sputnik Brasil
3/18
Helicópteros realizando descontaminação de edifícios da Usina Nuclear de Chernobyl após catástrofe.
© AP Photo / Efrem LukatskyOperário verificando nível de radiação no território do terceiro reator da Usina Nuclear ucraniana de Chernobyl em 2018.
Operário verificando nível de radiação no território do terceiro reator da Usina Nuclear ucraniana de Chernobyl em 2018 - Sputnik Brasil
4/18
Operário verificando nível de radiação no território do terceiro reator da Usina Nuclear ucraniana de Chernobyl em 2018.
© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensDa cidade de Pripyat dá para ver o novo confinamento seguro e sarcófago do quarto bloco energético da Usina Nuclear de Chernobyl.
Da cidade de Pripyat dá para ver o novo confinamento seguro e sarcófago do quarto bloco energético da Usina Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
5/18
Da cidade de Pripyat dá para ver o novo confinamento seguro e sarcófago do quarto bloco energético da Usina Nuclear de Chernobyl.
© Sputnik / Andrei Aleksandrov / Abrir o banco de imagensCachorro na cidade fantasma de Chernobyl.
Cachorro na cidade fantasma de Chernobyl - Sputnik Brasil
6/18
Cachorro na cidade fantasma de Chernobyl.
© Sputnik / Aleksei Vovk / Abrir o banco de imagensEvacuação da cidade ucraniana de Pripyat após acidente na Usina Nuclear de Chernobyl.
Evacuação da cidade ucraniana de Pripyat após acidente na Usina Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
7/18
Evacuação da cidade ucraniana de Pripyat após acidente na Usina Nuclear de Chernobyl.
© AP Photo / Efrem LukatskyJornalistas tirando selfies perto do monumento de Vladimir Lenin (líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) em Chernobyl.
Jornalistas tirando selfies perto do monumento de Vladimir Lenin (líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) em Chernobyl - Sputnik Brasil
8/18
Jornalistas tirando selfies perto do monumento de Vladimir Lenin (líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) em Chernobyl.
© Sputnik / Maxim Polyshuk / Abrir o banco de imagensQuarto de transmissão energética do 3º bloco da Usina Nuclear de Chernobyl.
Quarto de transmissão energética do 3º bloco da Usina Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
9/18
Quarto de transmissão energética do 3º bloco da Usina Nuclear de Chernobyl.
© Sputnik / Igor Kostin / Abrir o banco de imagensCemitério do equipamento radiativo que foi usado para liquidar consequências negativas da catástrofe na Usina Nuclear de Chernobyl.
Cemitério do equipamento radiativo que foi usado para liquidar consequências negativas da catástrofe na Usina Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
10/18
Cemitério do equipamento radiativo que foi usado para liquidar consequências negativas da catástrofe na Usina Nuclear de Chernobyl.
© Sputnik / Vitaliy Ankov / Abrir o banco de imagensDescontaminação do território da Usina Nuclear de Chernobyl com uso de substância especial após catástrofe.
Descontaminação do território da Usina Nuclear de Chernobyl com uso de substância especial após catástrofe - Sputnik Brasil
11/18
Descontaminação do território da Usina Nuclear de Chernobyl com uso de substância especial após catástrofe.
© AFP 2022 / Sergei SupinskyJardim de infância abandonado em uma aldeia próxima ao Central Nuclear de Chernobyl.
Jardim de infância abandonado em uma aldeia próxima ao Central Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
12/18
Jardim de infância abandonado em uma aldeia próxima ao Central Nuclear de Chernobyl.
CC0 / Pixabay / Território abandonado na zona de Chernobyl afetada pelas explosões.
Território abandonado na zona de Chernobyl afetada pelas explosões - Sputnik Brasil
13/18
Território abandonado na zona de Chernobyl afetada pelas explosões.
© AFP 2022 / Genya SavilovCidade fantasma ucraniana Pripyat no inverno.
Cidade fantasma ucraniana Pripyat no inverno - Sputnik Brasil
14/18
Cidade fantasma ucraniana Pripyat no inverno.
© Sputnik / Igor Kostin / Abrir o banco de imagensDescontaminação de uma área de 30 km da Usina Nuclear de Chernobyl para reparar efeitos negativos da catástrofe.
Descontaminação de uma área de 30 km da Usina Nuclear de Chernobyl para reparar efeitos negativos da catástrofe - Sputnik Brasil
15/18
Descontaminação de uma área de 30 km da Usina Nuclear de Chernobyl para reparar efeitos negativos da catástrofe.
© Sputnik / Aleksei Vovk / Abrir o banco de imagensMonumento em homenagem aos operadores que tentaram liquidar consequências negativas da catástrofe em Chernobyl.
Monumento em homenagem aos operadores que tentaram liquidar consequências negativas da catástrofe em Chernobyl - Sputnik Brasil
16/18
Monumento em homenagem aos operadores que tentaram liquidar consequências negativas da catástrofe em Chernobyl.
CC0 / Pixabay / Interior de um edifício na cidade fantasma de Pripyat, Ucrânia.
Interior de um edifício na cidade fantasma de Pripyat, Ucrânia - Sputnik Brasil
17/18
Interior de um edifício na cidade fantasma de Pripyat, Ucrânia.
© REUTERS / Gleb GaranichJornalistas tirando fotos durante viagem à Usina Nuclear de Chernobyl.
Jornalistas tirando fotos durante viagem à Usina Nuclear de Chernobyl - Sputnik Brasil
18/18
Jornalistas tirando fotos durante viagem à Usina Nuclear de Chernobyl.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала