Macron promete retirada das tropas francesas da Síria após a derrota do Daesh

© REUTERS / Joshua RobertsO presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado do presidente francês Emmanuel Macron durante uma coletiva na Casa Branca
O presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado do presidente francês Emmanuel Macron durante uma coletiva na Casa Branca - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta quarta-feira que a França seguiria os passos dos Estados Unidos na retirada das forças da Síria depois que o Daesh (Estado Islâmico) fosse derrotado.

Em palestra para estudantes da Universidade George Washington, na capital dos EUA, Macron enfatizou que o "primeiro enfoque" de seu país foi a guerra contra o grupo terrorista Daesh.

Soldados árabes e curdos com as Forças Democráticas da Síria em um caminhão - Sputnik Brasil
Trump quer substituir exército dos EUA por tropas árabes na Síria
"O seu presidente [Donald Trump] disse que iria parar o envolvimento das tropas dos EUA assim que a guerra contra o Daesh fosse concluída. Estamos na mesma posição. A nossa vontade é estar totalmente comprometido nesta guerra contra o Daesh, nada mais do que isso", prometeu.

Ele observou, no entantod, que a França precisava "consertar" a situação no território para ajudar os sírios a construir uma sociedade inclusiva e impedir que outros grupos terroristas prosperassem em frustrações do povo.

Macron também disse que a França se tornou parte da coalizão liderada pelos EUA que opera na Síria porque os franceses foram alvos de terroristas do Daesh em seu próprio território. Ele disse que os ataques de 2015 em Paris, que mataram 130 pessoas, foram organizados na cidade síria de Raqqa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала