1º porta-aviões da fabricação chinesa se prepara para testes iniciais (FOTO)

© REUTERS / China Stringer NetworkPorta-aviões Liaoning participando de manobras da Marinha do Exército Popular de Libertação da China, 18 de abril de 2018
Porta-aviões Liaoning participando de manobras da Marinha do Exército Popular de Libertação da China, 18 de abril de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O segundo-porta-aviões da China e o primeiro de fabricação nacional pode iniciar seus testes no alto-mar já nos próximos dias, devendo ser entregue à Marinha do país no final desse ano.

Analistas militares chineses apontam que o navio, que ainda não foi batizado e é designado somente como Tipo 001A, poderia estar pronto para combate em 2020.

"As primeiras provas navais do segundo porta-aviões da China, construído no estaleiro de Dalian, provavelmente terão lugar no mar de Bohai e no mar Amarelo, para avaliar seu poder e design", afirmou o especialista militar Song Zhongping em entrevista à edição Global Times.

Porta-aviões Liaoning perto do porto de Hong Kong, China (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
China elabora drones de nova geração capazes de decolar de porta-aviões (FOTO)
Nesta sexta-feira (20), as autoridades navais da China limitaram o acesso de embarcações a esta zona no período entre 20 e 28 de abril. Observadores militares apontaram que pode se tratar dos testes do novo navio. 

De acordo com Song, o novo porta-aviões poderia estar pronto para combate dois anos depois dos testes navais, que possivelmente serão concluídos no final do ano, bem como dos testes do radar, do sistema de controle e dos voos sobre a plataforma.

​Os detalhes conhecidos até hoje indicam que o porta-aviões de fabricação chinesa possui um deslocamento de aproximadamente 54 mil toneladas, propulsão a diesel convencional e a vapor, bem como um sistema de catapulta a vapor para a decolagem dos aviões. 

Pequim iniciou a construção da embarcação em novembro de 2013, um ano depois de ter  adotado em serviço o primeiro porta-aviões, o Liaoning, adquirido à Ucrânia a baixo preço e posteriormente modernizado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала