Rússia e Angola combinam criação do satélite AngoSat-2, diz fonte

© AP Photo / AP/RoscosmosLançamento do satélite Angosat-1 do cosmódromo de Baikonur, 26 de dezembro de 2017
Lançamento do satélite Angosat-1 do cosmódromo de Baikonur, 26 de dezembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia e a Angola combinaram a criação de um novo satélite em vez do AngoSat-1 perdido, comunicou à Sputnik uma fonte familiarizada à situação.

O lançamento do AngoSat-1 pelo foguete Zenit ocorreu no dia 26 de dezembro de 2017. Seu seguro foi avaliado em US$ 121 milhões (R$ 412 milhões), cabendo às empresas russas cobrir eventuais defeitos. 

Veículo de lançamento espacial Proton-M no cosmódromo de Baikonur - Sputnik Brasil
Rússia lança foguete com novo satélite militar
Após o satélite ter sido colocado em órbita, o contato com o aparelho foi perdido, reestabelecido por um período curto, e perdido novamente. No momento, o satélite continua derivando livremente em órbita. Oficialmente, especialistas russos e angolanos não reconhecem a perda do satélite. No dia 23 de abril, em Luanda, na capital de Angola, será realizada uma coletiva de imprensa conjunta em que será anunciada a condição atual do satélite.

"O contrato para a criação do AngoSat-2 será fechado nas próximas horas. Segundo o documento, a criação se iniciará em 24 de abril e levará 18 meses", contou a fonte à Sputnik.

De acordo com a fonte, a Rússia criará o satélite usando os próprios recursos, incluindo do seguro. A construção do segundo satélite, em caso de acidente ou desaparecimento do AngoSat-1, é prevista pelo contrato inicial entre os dois países.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала