EUA acusam Nicarágua de usar 'força excessiva' contra protestos

© AP Photo / Alfredo Zuniga Polícia reprime protesto na Nicarágua, abril de 2018.
Polícia reprime protesto na Nicarágua, abril de 2018. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos acusaram a Nicarágua de utilizar "força excessiva" contra protestos que acontecem no país e já deixaram cerca de 30 mortos.

"Condenamos a violência e a força excessiva usada pela polícia e outros contra civis que estão exercendo seu direito constitucional à liberdade de expressão e de reunião", disse por comunicado a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, neste domingo (22).

Alunos da Universidade Pública da Universidade Agrária (UNA) protestam contra reformas que implementam mudanças nos planos de pensão do Instituto Nacional de Seguro Social da Nicarágua (INSS). - Sputnik Brasil
Nicarágua registra mais de 30 mortos em protestos contra novo sistema de previdência
O comunicado também pede um "amplo diálogo" dos setores da sociedade para "resolver o atual conflito" e liberdade de atuação para os jornalistas do país.

Entre os mortos registrados no país da América Latina está o diretor do programa de notícias Meridiano Angel Gaona. Ele cobria ao vivo os protestos através de redes sociais.

Desde quarta-feira, 18 de abril, a Nicarágua registra protestos contra sua reforma de previdência social.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала