Washington não planeja introduzir novas sanções antirrussas em breve

CC BY-SA 2.5 / Asiir / Embaixada da Rússia nos EUA em Washington (foto de arquivo)
Embaixada da Rússia nos EUA em Washington (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de adiar a introdução das novas sanções antirrussas, que já foram anunciadas pela embaixadora dos Estados Unidos na ONU, suscitou grandes preocupações entre senadores norte-americanos.

A embaixada da Rússia nos EUA recebeu notificação da administração do presidente norte-americano, Donald Trump, que Washington não planeja introduzir novas sanções contra a Rússia em breve, comunicou uma fonte da chancelaria russa.

"Confirmo que a embaixada russa foi notificada que novas sanções não serão introduzidas em breve", revelou a fonte.

Em 15 de abril, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, declarou que o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, anunciaria novas sanções no dia seguinte, mas a mídia informou posteriormente que Trump decidiu não dar autorização final para aplicação das medidas.

Mísseis cruzam horizonte de Damasco durante ataque dos EUA contra Síria, 14 de abril de 2018 - Sputnik Brasil
Ex-funcionário do Pentágono condena ataque dos EUA e aliados na Síria
O novo pacote de sanções deveria fazer parte do plano abrangente das medidas políticas e econômicas potenciais de Trump contra Moscou e Damasco.

Os EUA, bem como outros países ocidentais, acusam o governo sírio de ter realizado um alegado ataque químico na cidade de Douma e declaram que Moscou e Teerã apoiam Damasco. Em resposta ao suposto ataque químico, em 14 de abril, os EUA, Reino Unido e França realizaram ataques de mísseis na Síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала