Rússia na ONU: Grã-Bretanha está destruindo provas do 'caso Skripal'

© AP Photo / Misha JaparidzeImagem do ex-espião russo Sergei Skripal em 9 de agosto de 2006, quando falava com o seu advogado atrás das grades fora de um tribunal de Moscou
Imagem do ex-espião russo Sergei Skripal em 9 de agosto de 2006, quando falava com o seu advogado atrás das grades fora de um tribunal de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Grã-Bretanha está destruíndo provas relacionadas ao caso Skripal, disse o representante permamente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, durante reunião do Conselho de Segurança da organização.

"As autoridades britânicas estão destruindo de forma metôdica as evidências e as provas. Foram destruídos os animais de estimação da casa de Skripal. Eles [os animais] obviamente não foram testados. Foi feita limpeza dos locais visitados por Skripal: bar, restaurante, banco, solo no paque e etc. E a população de Salisbury continua a morar no local como se nada tivesse acontecido", disse Nebenzya na ONU.

Vasily Nebenzya, novo embaixador russo na ONU - Sputnik Brasil
Embaixador russo na ONU: Ocidente não está interessado na verdade sobre caso Skripal
O diplomata também lembrou que os Skripal não foram vistos por ninguém desde o dia 4 de março. A sua localização não é divulgada.

No dia 4 de março, em Salisbury, na Grã-Bretanha, o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia foram envenenados, provocando assim um grande escândalo internacional. Londres afirma que os Skripal foram envenenados com uso da substância A-234 (também conhecida como Novichok), a mando de Moscou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала