Rússia não reconhecerá resultados da investigação sobre Skripal sem acesso ao caso

© AFP 2022 / Bart Maat / ANPSede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), em Haia, na Holanda
Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), em Haia, na Holanda - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou não reconhecerá as conclusões sobre o caso Skripal até que os especialistas russos tenham acesso aos materiais da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) e ao pai e filha envenenados, disse o representante da Rússia na organização.

O representante russo na OPAQ afirmou que Londres não consegue apresentar provas reais da sua versão do caso Skripal.

Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018 - Sputnik Brasil
Delegação russa na OPAQ: os Skripal foram colocados em coma induzido
O relatório da OPAQ sobre o caso de Salisbury é "questionável". As conclusões finais podem ser feitas somente depois dos resultados da análise química e espectral das amostras, disse o enviado russo à OPAQ, Alexander Shulgin.

"O Reino Unido demonstra uma clara relutância em cooperar plenamente na investigação de toda essa história confusa. Isso nos convence de que os britânicos não querem saber a verdade", enfatizou Shulgin.

Os britânicos não querem a verdade no caso do envenenamento de Salisbury, afirmou o representante permanente da Rússia na OPCW.

"O relatório sobre as conclusões dos especialistas britânicos apresentado pela Secretaria Técnica [da OPAQ] levanta uma série de questionamentos e requer uma elaboração adicional detalhada, inclusive do lado britânico", observou ele.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала