Pyongyang comemora festa ideológica do país sem traço de armas nucleares

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensSoldados durante o desfile militar que marca o 105º aniversário de Kim Il-sung, fundador da Coreia do Norte, em Pyongyang
Soldados durante o desfile militar que marca o 105º aniversário de Kim Il-sung, fundador da Coreia do Norte, em Pyongyang - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Hoje (15), a Coreia do Norte, ao diminuir evidentemente seu grau da retórica belicista, festeja o aniversário de Kim Il-sung, avô do líder atual. Este dia também é conhecido pelos norte-coreanos como o Dia do Sol, ou seja, maior festa nacional do país.

De acordo com a agência Kyodo, os cidadãos norte-coreanos estão chegando desde manhã cedo para depositar flores nos monumentos de Kim Il-sung e Kim Jong-il. Entretanto, não há nem cartazes retratando mísseis, nem lemas de conteúdo belicista na cidade, como até agora era costume.

Para marcar a festa, em Pyongyang foi inaugurada uma exposição de flores, nomeadamente de uma espécie nova de orquídeas batizada em honra do fundador da Coreia do Norte. Ainda no ano passado, no local havia uma réplica de um míssil, que neste ano foi eliminado como "não correspondente ao tema da exposição".

O líder norte-coreano Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Analista: Kim vai desistir de armas nucleares por um projeto maior para Coreia do Norte
Na exposição estão também flores presenteadas pelo presidente da Síria, Bashar Assad. Entretanto, Pyongyang ainda não comentou o recente ataque da coalizão internacional contra o território sírio.

Mais cedo, em Pyongyang se realizou uma reunião solene dedicada ao Dia do Sol, na qual o chefe de Estado, Kim Jong-un, não compareceu. Em vez dele, o discurso foi proferido pelo presidente da Assembleia Popular, Kim Yong-nam. Em seu pronunciamento, ele evitou falar sobre os êxitos norte-coreanos no programa nuclear e de mísseis.

Tal postura pode estar ligada às futuras negociações do líder norte-coreano, Kim Jong-un, e seu homólogo sul-coreano, Moon Jae-in, bem como ao esperado encontro bilateral entre Kim e Trump, em maio deste ano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала