Moscou apela a líderes ocidentais para evitar passos que minam processo de paz sírio

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensChancelaria da Rússia em Moscou
Chancelaria da Rússia em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ataque dos EUA e seus aliados contra o território sírio mina os esforços de paz no país, frisou a chancelaria russa neste sábado (14).

"O ato de agressão efetuado desfere um golpe duro contra os esforços destinados à estimulação do processo político de Genebra com base na resolução 2254 do Conselho de Segurança da ONU, na qual foi unanimemente confirmado o princípio de respeito pela soberania e integridade territorial da República Árabe Síria. Apelamos para pôr imediatamente fim à linha extremamente perigosa do Ocidente que visa destruir todos os acordos sobre as vias de solução do conflito sírio", manifestou o ministério.

O edifício do Ministério das Relações Exteriores russo na Praça Smolenskaya-Sennaya, em Moscou - Sputnik Brasil
Moscou: solução política na Síria não estava nos planos do Ocidente
Além disso, a chancelaria russa manifestou que esta ação "de intimidação", sob um pretexto completamente inventado, foi realizada ignorando os fatos que provam a encenação premeditada apresentados pelos governos russo e sírio.

"Os ataques foram lançados no momento em que os inspetores da Organização para Proibição das Armas Químicas deveriam estar se dirigindo para Douma com a tarefa de descobrir a verdade. Há todos os motivos para supor que o objetivo do ataque contra a Síria foi impedir o trabalho dos inspetores da OPAQ", revelou a entidade diplomática em comunicado.

Concluindo, a chancelaria condenou "expressamente" a agressão armada contra a Síria, a qualificando como uma "violação grave dos princípios fundamentais do direito internacional" contra um país-membro da ONU, que "já por muitos anos trava uma luta intransigente com o terrorismo".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала