Diretora de ONG diz ter sido subornada por filha e genro de Trump para interromper abortos

© REUTERS / Kevin LamarqueIvanka Trump e seu marido, Jared Kushner
Ivanka Trump e seu marido, Jared Kushner - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presidente da Planned Parenthood, Cecile Richards, afirma que se sentiu subornada por Ivanka Trump e Jared Kushner quando o casal ofereceu aumentar o financiamento federal em troca da interrupção de abortos legais a mulheres americanas.

Richards, que planeja deixar o cargo de CEO da organização sem fins lucrativos no final deste ano, detalhou seu encontro com a filha e genro do presidente dos EUA, Donald Trump, em seu livro "Make Trouble: Standing Up, Speaking Out e Finding" ("Crie Problemas: Posicionando, Falando e Encontrando a Coragem para Liderar", em tradução livre), que foi lançado terça-feira.

Police line at night - Sputnik Brasil
Ataque à clínica de aborto nos EUA deixa 11 feridos
No livro, Richards revela que, em uma aparente tentativa de entregar uma "vitória política", a dupla sugeriu durante uma reunião logo após a posse de Donald Trump que o financiamento federal para a Planned Parenthood poderia aumentar se a organização concordasse em cessar os serviços de aborto.

"Aos olhos deles, se pudessem impedir a Planned Parenthood de fornecer abortos, isso confirmaria sua reputação como negociadores experientes", escreveu Richards, citado pela revista People. "A questão principal, [Kushner] explicou, foi o aborto. Se a Planned Parenthood quisesse manter nosso financiamento federal, teríamos que parar de fornecer abortos".

A CEO disse que ficou chocada com a oferta "surrealista" de "trocar os direitos das mulheres por mais dinheiro" e explicou a Ivanka que isso não era uma opção.

Agente aplica proteção contra vírus da Zika em Lima, Peru - Sputnik Brasil
ONU pede a autorização do aborto em países afetados por zika
À época da reunião, um porta-voz da Planned Parenthood disse à CNN que, do ponto de vista da organização, o objetivo era garantir que Ivanka compreendesse completamente o papel da organização em fornecer assistência médica a milhões de pessoas e por que não deveriam ser impedido o acesso aos cuidados da ONG.

Richards escreve em seu livro que após seu encontro com Ivanka e Kushner, ela disse a um colega que o acordo "parecia quase um suborno".

A Planned Parenthood recebe US $ 500 milhões por ano em financiamento federal para serviços não-abortivos. Em abril de 2017, Trump assinou um projeto de lei que permite aos estados reter dinheiro federal de organizações que prestam serviços de aborto, incluindo a ONG em questão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала