Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

'Sem vontades pessoais': comandante da FAB veta golpe e pede respeito à Constituição

© Agência Aérea/Sgt. Batista/Fotos PúblicasAeronáutica cobra do governo mais recursos para a FAB
Aeronáutica cobra do governo mais recursos para a FAB - Sputnik Brasil
Nos siga no
O tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato, comandante da Aeronáutica, descartou nesta quarta-feira qualquer possibilidade de apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) a um golpe militar, dúvida aberta por mensagens postadas pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas.

Em nota divulgada pela FAB, o brigadeiro destacou que "hoje serão testados valores que nos são muito caros, como a democracia", em referência ao julgamento de um habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que não se deve impor "vontades pessoais".

Exército brasileiro. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Ministro da Defesa nega golpe e uso da força pelo Exército antes do julgamento de Lula

"Nestes dias críticos para o país, nosso povo está polarizado, influenciado por diversos fatores. Por isso é muito importante que todos nós, militares da ativa ou da reserva, integrantes das Forças Armadas, sigamos fielmente à Constituição, sem nos empolgarmos a ponto de colocar nossas convicções pessoais acima daquelas das instituições", comentou.

Rossato ainda pontuou que "tentar impor nossa vontade ou de outrem é o que menos precisamos neste momento", e que os militares são sempre "sempre um extremo recurso não apenas para a guarda da nossa soberania, como também para mantermos a paz entre irmãos que somos".

Leia a nota na íntegra:

"O Brasil amanhece hoje prestes a viver um dos momentos mais importantes da sua história.

Hoje serão testados valores que nos são muito caros, como a democracia e a integridade de nossas instituições. Instituições essas que têm seus papéis muito bem definidos no arcabouço legal da Nação.

Num momento como este, os ânimos já acirrados intensificam-se ainda mais com a velocidade das mídias sociais, onde cada cidadão encontra espaço para repercutir a sua opinião, em prol do que julga ser o país merecedor.

Entretanto, as necessidades da Nação vão bem mais além. O Brasil merece que seus cidadãos se respeitem e sejam respeitados, que os poderes constituídos atuem em consonância com preceitos éticos e morais dos quais possamos nos orgulhar, que os cidadãos possam ir e vir em segurança, além de tantos outros direitos básicos que hoje o Brasil ainda não oferece para uma boa parte do seu povo.

Denis Rosenfield ao lado do presidente Michel Temer - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Cotado para a Defesa, consultor de Temer chamou de 'encenação' ataque à caravana de Lula

Nestes dias críticos para o país, nosso povo está polarizado, influenciado por diversos fatores. Por isso é muito importante que todos nós, militares da ativa ou da reserva, integrantes das Forças Armadas, sigamos fielmente à Constituição, sem nos empolgarmos a ponto de colocar nossas convicções pessoais acima daquelas das instituições.

Os poderes constituídos sabem de suas responsabilidades perante a nação e devemos acreditar neles. Tentar impor nossa vontade ou de outrem é o que menos precisamos neste momento. Seremos sempre um extremo recurso não apenas para a guarda da nossa soberania, como também para mantermos a paz entre irmãos que somos. Acima de tudo, o momento mostra que devemos nos manter unidos, atentos e focados em nossa missão".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала