Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Desproporcional': Turquia condena uso da força por Israel durante protestos em Gaza

© AP Photo / Yasin BulbulO presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, discursa em uma reunião do seu partido em Amasya, Turquia, em 28 de janeiro de 2018
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, discursa em uma reunião do seu partido em Amasya, Turquia, em 28 de janeiro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Turquia condenou o uso desproporcional da força por parte de Israel contra os palestinos que protestavam na Faixa de Gaza e expressou preocupação com devido às mortes registradas, disse o Ministério das Relações Exteriores turco em um comunicado nesta sexta-feira (30).

No começo do dia, um protesto em massa, com expectativa de durar mais de um mês, começou ao longo da fronteira israelense. Durante o evento, os manifestantes foram confrontados por militares israelenses  ao menos 14 palestinos foram mortos.

Os palestinos recebem comida durante um protesto na cidade de barracas ao longo da fronteira de Israel com Gaza, exigindo o direito de retornar à sua terra natal, a leste da cidade de Gaza - Sputnik Brasil
Moscou pede que israelenses e palestinos 'se contenham' após relatos de mortes em Gaza
"Condenamos veementemente o uso desproporcional da força por parte de Israel contra os palestinos que participaram dos protestos pacíficos em Gaza hoje. Estamos profundamente preocupados com as baixas e ferimentos resultantes das intervenções das forças de segurança israelenses", disse o comunicado.

De acordo com o comunicado, a Turquia pede a Israel que pare o uso da força e pede à comunidade internacional que tome medidas para "fazer com que Israel abandone sua postura agressiva".

O evento apelidado de "A Grande Marcha de Retorno", que começou no início do dia, é dedicado ao chamado "Dia da Terra" em comemoração ao dia, em 1976, quando tropas israelenses mataram 6 árabes em protesto contra o confisco de terras. Em 15 de maio, os palestinos irão comemorar Nakba (desastre em árabe), quando centenas de milhares de palestinos foram desalojados após Israel anunciar sua independência em 1948.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала