General turco: sistemas russos S-400 ajudarão Turquia a evitar outra tentativa de golpe

© Sputnik / Aleksei Malgavko / Abrir o banco de imagensSistema antiaéreo S-400 Triumph entra em serviço para proteger as fronteiras aéreas russas em Sevastopol
Sistema antiaéreo S-400 Triumph entra em serviço para proteger as fronteiras aéreas russas em Sevastopol - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O major-general aposentado da Força Aérea turca, Beyazit Karatas, falou com a Sputnik Turquia sobre a informação de que em 31 de março a vice-secretária de Estado para assuntos político-militares dos EUA, Tina Kaidanow, visitará Ancara para propor o fornecimento de sistemas antiaéreos Patriot.

Senador norte-americano Bob menendez. - Sputnik Brasil
Senadores dos EUA querem aplicar sanções se Rússia vender mais S-400
Comunica-se que tal proposta é vista por Washington como alternativa aos sistemas russos S-400, cujo acordo de compra foi firmado anteriormente entre a Turquia e a Rússia.

Para Karatas, "não vale prestar muita atenção a tais iniciativas por parte dos EUA, já que eles continuam a esperar dissuadir a Turquia da compra dos sistemas russos e para esse fim podem recorrer a quaisquer astúcias e provocações".

Ele especifica que os EUA continuam a depositar esperança no cancelamento do acordo sobre os sistemas antiaéreos S-400, adicionando que na Turquia há grupos lobby que são a favor dos sistemas antiaéreos norte-americanos.

Ao comparar os sistemas de defesa norte-americanos e russos, o militar assinalou que o Patriot é menos eficaz que o S-400. "Ouvimos constantemente dos representantes da Aliança declarações sobre a compatibilidade dos sistemas Patriot com a OTAN. É assim, mas a Turquia não pretende adquirir as armas inúteis só porque podem ser 'integradas no sistema antimíssil da OTAN'".

Sistema de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia - Sputnik Brasil
Lavrov: Rússia trabalha para acelerar a entrega do sistema S-400 para a Turquia
Ele acha que é muito provável que os EUA proponham à Turquia o modelo aperfeiçoado PAC-3. Mas aqui há outro obstáculo: sem um sistema de defesa próprio, os golpistas vão ter oportunidade de efetuar ataques aéreos, tal como foi em 15 de julho.

Beyazit Karatas ressalta que a tentativa de golpe de 15 de julho foi um ataque por parte da CIA. "Se vocês comprarem os sistemas dos EUA, em caso de mais uma tentativa de golpe no futuro, vocês não poderão usar essas armas. Mas os sistemas S-400 comprados à Rússia vão garantir-nos vantagens em tais situações. Após assinatura do contrato sobre os sistemas S-400, é extremamente importante consertar a produção conjunta", frisou na entrevista à Sputnik Turquia.

Para o militar turco, nos acontecimentos de 15 de julho de 2017 teve lugar a tentativa de um golpe, a compra dos S-400 vai garantir a Ancara uma vantagem não só tecnológica, mas também política e de prestígio, pois a realização do contrato entre a Rússia e Turquia é importante na arena mundial e para cooperação com os países vizinhos. "No caso de outra recusa [após o cancelamento do acordo com a China], será minada a confiança na Turquia, além disso, o país vai adiar assim por prazo indeterminado a possibilidade de adquirir os sistemas antimísseis dos quais precisa tanto", concluiu Karatas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала