Marine Le Pen: Sarkozy é responsável pela destruição da Líbia e crise de refugiados

© AP Photo / Christophe EnaEx-presidente francês Nicolas Sarkozy com antigo líder da Líbia, Muammar Kadhafi, durante a visita deste a Paris (foto de arquivo)
Ex-presidente francês Nicolas Sarkozy com antigo líder da Líbia, Muammar Kadhafi, durante a visita deste a Paris (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ex-candidata francesa à presidência em 2017, Marine Le Pen, apelou fortemente a investigar o caso do ex-presidente do país, Nikolas Sarkozy, suspeito de ter utilizado dinheiro do governo líbio para financiar sua campanha eleitoral.

Nicolas Sarkozy, ex-presidente francês e candidato do partido de forças conservadoras para as primárias, reage após terem sido apurados os resultados da votação, em 20 de novembro de 2016 - Sputnik Brasil
Sarkozy fica sob supervisão judicial após acusação de crime em financiamento de campanha
A líder do partido Frente Nacional e política populista, Marine Le Pen, comentou de maneira dura o tweet sobre o inquérito contra Nikolas Sarkozy, que teria aceitado dinheiro do ex-líder líbio, Muammar Kadhafi, para financiar sua campanha eleitoral de 2007, da qual ele ganhou.

"A justiça deve ir até o fim e seriamente. Não se trata apenas do financiamento da campanha eleitoral, mas também da guerra, destruição do país [Líbia], desestabilização do Estado, seguida por uma onda de migração massiva", escreveu a política.

Marine Le Pen, que se candidatou à presidência em 2012 e 2017, ganhando o terceiro e segundo lugar respectivamente, tinha condenado a operação conjunta da OTAN e União Europeia na Líbia durante sua primeira campanha, exigindo que a França abandonasse a aliança.

Presidente da Líbia, Muammar Kadhafi, (à esquerda) com homólogo francês, Nicolas Sarkozy (à direita) em Trípoli (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Ex-presidente francês Sarkozy é detido por financiamento irregular da campanha
O ex-presidente francês, Nikolas Sarkozy, foi detido pela polícia há dois dias e continua sob supervisão, segundo as informações de Le Monde. Sarkozy é acusado de "propina passiva, financiamento ilegal de campanha eleitoral e encobrimento de recursos públicos da Líbia", tendo supostamente recebido 50 milhões de euros do então líder líbio Muammar Kadhafi.

O próprio Sarkozy nega todas as acusações contra ele, apontando para a falta de "evidências físicas", segundo a mídia francesa.

Durante sua presidência, Sarkozy apoiou a campanha militar ocidental na Líbia, apesar de sua relação prévia com o líder do país. Muammar Kadhafi foi capturado e morto durante a guerra em outubro de 2011, após um míssil francês ter atacado seu veículo e a liderança do país ter sido contestada por facções adversárias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала