Os EUA devem manter o apoio aos sauditas no Iêmen, diz Mattis

© REUTERS / Khaled AbdullahRapaz em carro abandonado no orfanato em Saná, Iêmen
Rapaz em carro abandonado no orfanato em Saná, Iêmen - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, pediu ao Congresso dos EUA que não interfira no papel de Washington na guerra do Iêmen - onde o país apoia a coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita.

O Senado estadunidense irá votar na próxima semana uma medida que pode diminuir a participação dos Estados Unidos no conflito.

Área destruída por ataques da coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita no Iêmen - Sputnik Brasil
Ataque da coalizão árabe deixa vários mortos e feridos no Iêmen
A Arábia Saudita apoia o governo saudita na sua luta contra rebeldes houthis — que são aliados do Irã.

A guerra no Iêmen registra um alto nível de civis mortos e causou uma crise humanitária. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), milhões de pessoas estão passando fome no país por falta de alimentos.

O Pentágono fornece apoio logístico à coalizão saudita e compartilha informações de inteligência, além de reabastecer as aeronaves sauditas em pleno voo. 

Críticos afirmam que a Arábia Saudita não conseguiria manter muitas de suas ações sem o apoio dos EUA.

Em uma carta aos líderes do Congresso desta semana, Mattis disse que restringir o apoio dos EUA à guerra pode aumentar o número de mortos civis e diminuir a influência de Washington junto aos sauditas. 

Um menino olha para a câmera enquanto se senta nos destroços de uma casa destruída por um ataque aéreo liderado pelos sauditas nos arredores de Sanaa, Iêmen. - Sputnik Brasil
General dos EUA admite: não sabemos como sauditas usam nossas armas no Iêmen
O secretário de Defesa dos EUA também afirmou que um recuo resultaria em um aumento do envolvimento do Irã no conflito.

Um grupo bipartidário de senadores, incluindo Bernie Sanders, defende que os Estados Unidos não deve participar do conflito e pretende votar o assunto durante a visita do príncipe saudita Mohammed bin Salman a Washington.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала