Jovem que arrancou próprios olhos 'para salvar o mundo' diz que 'vida é mais bela agora'

CC0 / Pixabay / Rosto de uma menina com os olhos fechados
Rosto de uma menina com os olhos fechados - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A jovem de 20 anos, Kaylee Muthart, que arrancou os próprios olhos após usar metanfetamina, contou ao jornal People as razões que a levaram a realizar atrocidade contra si mesma no dia 6 de fevereiro em frente a uma igreja em Anderson (Carolina do Sul, EUA).

Igreja no inverno - Sputnik Brasil
Finlandeses ficam indignados com bonecas nuas expostas em igreja (FOTOS)
Dias antes de se internar em um centro de reabilitação para viciados em drogas, Muthart ingeriu metanfetamina, o que provocou alucinação. Em particular, o uso da substância alucinógena distorceu sua percepção da realidade e sua relação com Deus, informa o People.

"Pensei que todas as pessoas que morreram estavam presas em seus túmulos, que Deus estava sozinho no céu, e que eu tinha que sacrificar algo importante para poder libertar todos no mundo a favor de Deus", contou Kaylee. "[A droga] fez com que o mundo se tornasse mais escuro, roubou tudo que eu acreditava, distorcendo para que eu arrancasse meus olhos", adicionou.

"Estava com medo, não entendia o que Deus queria de mim, mas me sentia no dever [de arrancar os olhos]. E me senti satisfeita ao fazê-lo, porque sempre tive um coração grande e ninguém me devolveu esse amor", lembra.

Quando Kaylee estava se aproximando de uma igreja, sentiu que restava pouco tempo para salvar o mundo e fez seu sacrifício.

"Arranquei meus olhos com as próprias mãos: eu os girei, puxei e os esmaguei", disse. Kaylee pediu ao pastor para rezar por ela, pois queria vez a luz.

Hoje, com ajuda de sua mãe, Muthart está tentando se reencontrar com a fé. Além do mais, ela segue tentando se adaptar à vida sem os olhos.

Depois de uma internação prolongada no hospital e centro psiquiátrico, Muthart regressou para a casa da sua mãe no dia 1º de março, dando início a um novo capítulo. "É a mesma vida, mas estou aprendendo tudo de uma nova maneira. A vida é mais bela agora, a vida é mais bela do que era com drogas. É o mundo horrível em que vivemos", opina a jovem.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала