Gripen E vs Su-57: mídia sueca analisa qual é melhor (VÍDEOS)

Nos siga noTelegram
"O Gripen E sueco contra o 'superavião' russo" é o título do artigo publicado no diário Aftonbladet dedicado à comparação das capacidades bélicas das aeronaves de combate mais modernas de Suécia e Rússia.

Os artigos comparativos são muito populares entre os amadores da aeronáutica e temas militares, mas talvez seja pela primeira vez que o Su-57 russo é comparado com a última versão do Gripen, o Gripen E, da empresa SAAB.

Caça russo Su-57 - Sputnik Brasil
Teste do Su-57 na Síria é considerado como 'prática normal'
O diário apresenta a informação-chave sobre o caça de quinta geração russo: o uso da tecnologia "stealth", o avançado radar de varredura eletrônica ativa (AESA na sigla em inglês) e os mísseis de longo alcance. Assim, ele considera que a aeronave é capaz de "desafiar o caça-interceptor mais avançado dos EUA, o F-22 Raptor".

"A meu ver, [o Su-57] é o melhor caça em produção hoje em dia e, provavelmente, tomando em conta a qualidade, é o segundo depois do F-22 em geral", comentou ao Aftonbladet o especialista do Instituto Sueco de Defesa (FOI na sigla em sueco) Anders Blom.

Segundo a edição, o Su-57 está ganhando a fama do caça mais tecnologicamente avançado que existe.

Blom adicionou que o Su-57 é um caça da quinta geração desenhado para reduzir a sua visibilidade perante os radares. Talvez neste âmbito não seja tão bom como o F-22, mas de "todos os modos é fantástico". Mas nos outros aspetos não cede nada ao Raptor, opina ele.

'Cartas na manga' do Su-57 e Gripen E

Além da visibilidade reduzida, o caça russo se destaca pelos mísseis interceptores K-77M, cujo alcance supera o do seu análogo norte-americano, o AIM-120D.

O foco russo na supermanobrabilidade dos seus caças por meio do uso de motores vectoriais lhes oferece uma vantagem "provavelmente insuperável" em combate aéreo próximo, sublinha o diário.

Caça russo de quinta generação Su-57 - Sputnik Brasil
Mais 2 caças Su-57 russos teriam chegado à Síria (FOTO)
"O Gripen E tem uma fantástica manobrabilidade e capacidade de viragem, mas desde o ponto de vista aerodinâmico o Su-57 seria o melhor avião do mundo", indicou o especialista sueco.

Mas o avião sueco também tem com que competir. Por exemplo, o míssil-interceptor Meteor tem alcance de 100 quilômetros e está equipado com um potente motor supersônico (scramjet em inglês) e um sofisticado sistema de guiamento.

O Gripen E terá também um moderno radar AESA e um sistema de detecção ótica IRST, mas "não está claro se será suficiente para detectar um Su-57".

É difícil falar sobre dois aviões que há pouco saíram de seus gabinetes de projetos e ainda é mais difícil compará-los, admite Aftonbladet.

É muito provável que o Su-57 "stealth" seja muito melhor que o Gripen E, reconhece a mídia, mas isso pode ser compensado se o custo dos avançados aviões russos não permita à Rússia comprá-los em grandes quantidades uma vez que sejam finalizados os testes.

Para concluir, a mídia sueca decidiu mesmo comparar os Gripen E com os pilares da Força Aérea russa — os Su-30SM, Su-35S e Su-34, e prevê "um resultado muito diferente" em uma competição hipotética com estas aeronaves, algo que até os especialistas norte-americanas não costumam presumir.

Avião militar McDonnell Douglas F-18 Hornet da Força Aérea da Finlândia - Sputnik Brasil
Tensões se agravam em meio a planos da Finlândia de fazer compra histórica de jatos
Detalhes alarmantes

A edição justifica a publicação deste tipo de artigo com o suposto "agravamento da luta pelo domínio sobre o mar Báltico". Assim, indiretamente faz parte das tentativas de fomentar uma atmosfera tensa em Estocolmo na hora de analisar as relações com a Rússia.

Na Suécia, que não é membro da OTAN, nota-se um auge dos sentimentos antirrussos, acompanhados por uma aproximação à Aliança.

Os altos funcionários russos lamentam a hostilidade de Estocolmo em relação a Moscou e a intenção de "arrastar" o país escandinavo para a OTAN.

No âmbito da modernização da frota da Força Aérea Brasileira, em outubro de 2014 a companhia sueca Saab anunciou a conclusão do contrato com o governo brasileiro para a venda de 36 aviões Gripen NG. O contrato envolve, além dos próprios caças, o treinamento de pilotos e mecânicos brasileiros na Suécia, apoio logístico e a transferência de tecnologia para indústrias brasileiras.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала