EUA questionam direito da Rússia à autodefesa?

CC0 / / Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA
Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Declarações de que a Rússia pretende depender menos de armas nucleares, estão em desacordo com suas reais ações, disse o chefe do Comando Estratégico dos EUA, John Hyten.

"Temos a seguinte expressão – as palavras não correspondem às ações […] Ouvimos cuidadosamente o que diz seu presidente [russo] e líderes, monitoramos de perto o que o seu país está fazendo. E quando juntamos todas as peças, vimos que, por um lado, há muitas declarações contraditórias, mas, por outro lado, vocês mantêm o compromisso de modernização nuclear, desenvolvimento de capacidades nucleares não estratégicas, realização de uma nova doutrina nuclear que, em nossa opinião, é extremamente perigosa", afirmou Hyten no seminário de uma nova doutrina nuclear dos EUA.

Maquete de míssil nuclear Minuteman III usado para treinamento de equipes de manutenção de mísseis é visto na base da Força Aérea F. E. Warren, Wyo. ( foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nova doutrina nuclear dos EUA vai enriquecer empresas vinculadas a Mattis, diz ativista
Ele ainda acrescentou que os Estados Unidos consideram tais ações da Rússia como ameaça. Assim, o general respondeu à pergunta do representante da Embaixada da Rússia nos EUA, que enfatizou que a doutrina militar russa estipula que o país dependerá menos de armas nucleares e que priorizará o desenvolvimento de armas táticas.

Depois de ter divulgado a doutrina nuclear norte-americana, o Pentágono mencionou o desenvolvimento das forças nucleares russas. Entre outras ameaças potencias, ressaltaram a Coreia do Norte, China e Irã. A doutrina também menciona que os EUA continuarão gastando dinheiro com a modernização das forças armadas e com o desenvolvimento dos elementos da "tríade nuclear" (misseis intercontinentais, submarinos estratégicos e bombardeiros).

Em resposta, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia comentou que os EUA estão questionando o direito da Rússia à autodefesa em situações críticas para o país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала