Teriam morrido? Kremlin não descarta possibilidade de haver civis russos na Síria

© AP Photo / Maya Alleruzzo Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo)
Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na quarta-feira (14), o porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, disse que não descarta que há cidadãos russos, que não fazem parte da Força Aérea da Rússia, na Síria.

Soldados norte-americanos no nordeste da Síria - Sputnik Brasil
Secretário de Estado dos EUA exige retirada das forças iranianas da Síria
"Não temos informações específicas para tirar conclusões. Não podemos descartar o fato de poder haver cidadãos russos na Síria. Eles não fazem parte da Força Armada, isso é tudo que podemos constatar. De qualquer modo, eles continuam sendo cidadãos da Federação da Rússia", declarou Dmitry Peskov a jornalistas.

Ao mesmo tempo, uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia ressaltou, mais cedo, que a informação sobre "centenas" de cidadãos russos mortos pela coalizão liderada pelos EUA na Síria era um exemplo clássico de desinformação. 

"A informação divulgada pela Bloomberg e outros meios de comunicação sobre dezenas e centenas de cidadãos russos mortos na Síria é um exemplo clássico de desinformação", disse a fonte a repórteres.

Segundo o Comando Central dos EUA, a coalizão conduziu, na semana passada, o que descreve como "ataques aéreos defensivos" contra forças pró-governo, perto do rio Eufrates, em resposta a um suposto ataque contra a sede das Forças Democráticas da Síria. O ataque aéreo resultou na morte de pelo menos 100 militares das tropas governamentais sírias.

Damasco criticou o ataque como "um novo ato de agressão que constitui crime de guerra e crime contra a humanidade", enquanto o Ministério da Defesa da Rússia informou que o ataque revelou que o verdadeiro objetivo da "presença militar ilegal na Síria", ou seja, de Washington, é o controle de ativos econômicos ao invés de derrotar o Daesh.

De modo simultâneo, a informação surgida, um dia antes, alega que um grande número de cidadãos russos havia sido assassinado durante ataques aéreos. Até agora, a coordenação da organização do grupo ativista Outra Rússia, reportou a morte de Kirill Anayev, que pertencia ao grupo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала