Astrônomo tira FOTOS que mostram supostos satélites da URSS dotados de reatores nucleares

CC0 / / Estrelas
Estrelas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um conjunto de satélites dotados de reatores nucleares foi lançado pela União Soviética entre 1965 e 1988, com o objetivo de monitorar a atividade da OTAN.

De acordo com Marco Langbroek, astrônomo holandês, ele conseguiu tirar fotos dos satélites nucleares da URSS Kosmos-1860 e Kosmos-1412.

Ao publicar as fotos em sua conta no Twitter, o astrônomo qualificou os aparelhos como RORSAT (sigla em inglês para Satélite de Reconhecimento Oceânico Equipado com Radar), abreviação ocidental para os satélites soviéticos Kosmos-1860 e Kosmos 1412.

​As fotos tiradas na cidade holandesa de Leiden demostram o que parece ser dois pontos brilhantes, vistos no fundo do céu noturno.

Satélite no espaço (imagem referencial) - Sputnik Brasil
'Estrela da Humanidade' pode ser perigosa: astrônomos indignam-se com novo satélite (FOTO)
Comentando sobre a publicação, Langbroek afirmou que cada um dos alegados satélites foi equipado com reator BES-5 Buk, que possuía capacidade de 5 quilowatts.

Entre 1965 e 1988, a União Soviética lançou à órbita terrestre 33 satélites nucleares para monitorar a atividade da OTAN e de navios mercantes por meio de radares.

Por motivos de segurança, após o término da vida útil, os satélites foram colocados em órbita terrestre alta. A utilização dos reatores nucleares foi justificada pela falta da energia obtida das baterias solares para o reator de satélites. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала