Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Defesa da Rússia: alegações britânicas sobre 'ataque' russo estão 'além do senso comum'

© Sputnik / Aleksandr Vilf / Abrir o banco de imagensMilitares russos na Parada Militar dedicada ao 72º aniversário da Vitória na Grande Guerra pela Pátria na Praça Vermelha em Moscou, 9 de maio de 2017
Militares russos na Parada Militar dedicada ao 72º aniversário da Vitória na Grande Guerra pela Pátria na Praça Vermelha em Moscou, 9 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, as declarações feitas na sexta-feira (26) pelo secretário de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, sobre um possível "ataque" contra instalações de infraestrutura britânicas que causaria "milhares e milhares de vítimas", estão "fora do bom senso".

"O chefe do Ministério da Defesa do Reino Unido está fora do senso comum em sua luta furiosa pelo aumento do orçamento militar do país", afirmou o porta-voz da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.

Caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea britânica - Sputnik Brasil
Reino Unido envia 2 caças para interceptar aeronaves russas (FOTOS)
Hoje mais cedo, o novo secretário da Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, declarou que um ataque da Rússia contra instalações de infraestrutura britânicas causaria "milhares e milhares de vítimas".

Em sua opinião, Moscou está estudando possíveis pontos fracos na proteção das instalações de infraestrutura e energia do Reino Unido, incluindo gasodutos de energia procedentes da Europa continental, para causar "pânico e caos".

Ao mesmo tempo, ele lembrou que "toda a informação sobre locais das usinas elétricas e gasodutos britânicos é tão secreta quanto as fotografias ou a localização da Abadia de Westminster ou do Big Ben".

Além disso, Konashenkov sublinhou que "se o Estado-Maior britânico comunica-lhe tais tolices, não vale a pena pensar sobre o aumento do orçamento militar, mas sim sobre recertificação dos oficiais, prestando mais atenção a exames médicos".

Recentemente, a The Telegraph confirmou que a afirmação do ministro coincide com o início do processo de aprovação da política de defesa britânica. Durante esses cinco meses, o Ministério da Defesa do Reino Unido tentará receber mais financiamentos para evitar cortes no exército britânico.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала