Arábia Saudita invade o Irã em um curta que viralizou nas redes (VÍDEO)

Nos siga noTelegram
O curta-metragem apresenta simulações de batalhas navais, bombardeios e até mesmo Teerã tomada por tropas sauditas.

Artilharia do exército saudita perto da fronteira com o Iêmen - Sputnik Brasil
Por que uma guerra entre Irã e Arábia Saudita pode empobrecer o mundo? (VÍDEO)
Um vídeo, que mostra uma invasão militar do Irã pela Arábia Saudita, viralizou nas redes. O curta-metragem sobre as duas nações que lutam para exercer a influência no mundo islâmico dura cerca de 6 minutos e começa com uma citação do príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman. Ele afirma necessário levar "a luta até o Irã" para não precisar esperar "que a luta chegue à Arábia Saudita".

No vídeo, o conflito começa por um ataque de três barcos iranianos contra um navio de ajuda humanitária de Riad, que desencadeia uma série de combates em terra, mar e ar. No momento crítico, uma fragata saudita vem ao resgate e destrói os navios da República Islâmica do Irã. Logo em seguida, o reino repele com mísseis Patriot os ataques de mísseis balísticos iranianos.

Segundo o curta, a Arábia Saudita retaliaria o ataque enviando seus caças para destruir diversas estruturas estratégicas iranianas, como as bases aéreas de Badr e de Mehrabad, e a central nuclear de Bushehr.

Esta etapa cede lugar à hipotética invasão saudita do Irã com tanques e pára-quedistas, que culmina com a rendição do alto comandante dos Guardas Revolucionários Islâmicos do Irã, o Major-Geral Qasem Soleimani. Após a luta, multidões de iranianos recebem com alegria tropas sauditas na praça Azadí, no centro de Teerã. O vídeo termina com imagens de Meca, a cidade sagrada do Islã, em festa.

Esta animação saudita poderia ser uma resposta a um vídeo publicado por Teerã no início de 2017 que simulava um ataque à Arábia Saudita por mísseis balísticos do Iêmen.

A rivalidade entre Teerã e Riad remonta à história divergência entre sunitas e xiitas. Atualmente, o islamismo sunita ultraconservador da Arábia Saudita, conhecido como Wahhabismo, considera o xiismo uma heresia. Após a revolução fundamentalista iraniana de 1979, os líderes sauditas consideram o Irã uma ameaça. Assim, as duas potências regionais quase sempre estiveram em lados opostos de numerosos conflitos no Oriente Médio, como no Iraque, Síria e Iêmen.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала