Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA acusam a Rússia de desenvolver secretamente mísseis de cruzeiro terrestres

© Sputnik / Vasiliy Batanov / Abrir o banco de imagensLançamento de um míssil de cruzeiro pelo sistema de mísseis costeiro Utyos da Frota do Mar Negro da Marinha da Rússia durante treinamentos (foto de arquivo)
Lançamento de um míssil de cruzeiro pelo sistema de mísseis costeiro Utyos da Frota do Mar Negro da Marinha da Rússia durante treinamentos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os Estados Unidos acreditam que Moscou está preparando secretamente o desenvolvimento e construção de mísseis de cruzeiro terrestres, o que é uma violação do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).

A suspeita foi exposta pelo secretário de Estado adjunto dos Estados Unidos, Thomas Shannon.

Bombas de fragmentação lançadas por aviões militares israelenses durante guerra entre o Hezbollah e Israel - Sputnik Brasil
Semeadura letal: por que Rússia e EUA não querem liquidar bombas de fragmentação

Em uma entrevista ao jornal russo Kommersant, ele assegurou que a administração do presidente Donald Trump "está disposta a fazer todo o possível para preservar o tratado".

"Nosso governo está trabalhando nessa direção, apesar do fato de os militares russos fazerem secretamente, fabricarem e implementarem mísseis de cruzeiro terrestres em violação do tratado", disse Shannon.

O secretário estadunidense sublinhou que o Tratado INF é uma ferramenta importante para garantir estabilidade e segurança na Europa e na Ásia.

"Estou firmemente convencido de que, se a Rússia tomar medidas concretas para voltar ao cumprimento do Tratado INF, isso ajudará em grande parte a restaurar a confiança e melhorar as relações entre nossos governos", afirmou.

German Vice Chancellor Sigmar Gabriel - Sputnik Brasil
'Temos outras prioridades': ministro alemão pede que EUA acabem com sanções contra Rússia

Datado de 1987, o Tratado INF previa a eliminação dos mísseis balísticos e de cruzeiro, nucleares ou convencionais, cujo alcance estivesse entre 500 e 5.500 quilômetros. Além disso, o acordo permite a qualquer uma das partes inspecionar as instalações militares da outra.

A Rússia e os EUA se acusaram repetidamente de desenvolver sistemas que violam este tratado.

No Congresso dos EUA, houve queixas frequentes para preparar um projeto de lei que acusa diretamente a Rússia de violar este tratado, o fato lançaria as bases para o abandono do acordo seguindo o mesmo esquema usado por Washington para retirar-se anteriormente do acordo sobre sistemas de defesa antimíssil.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала