Rússia descarta incidentes em suas instalações nucleares que contaminassem atmosfera

CC BY-SA 2.0 / 7263255 / IMG 9592Símbolo de risco de radiação (foto de arquivo)
Símbolo de risco de radiação (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nas instalações nucleares da Rússia não houve quaisquer incidentes ou acidentes que possam ter levado ao aumento do nível de rutênio-106 na atmosfera, afirmou um representante da empresa russa Rosatom, responsável pela produção de energia nuclear.

"Não ocorreram quaisquer incidentes ou acidentes nas instalações do setor nuclear da Rússia", disse.

Hoje, o Serviço Federal de Hidrometeorologia e Monitorização do Meio Ambiente afirmou ter detectado no fim de setembro uma alta contaminação do ar com o isótopo radioativo rutênio-106 em algumas regiões da Rússia.

Usina nuclear de Chernobyl antes do acidente de 1986 - Sputnik Brasil
Investigação: na usina nuclear de Chernobyl aconteceu explosão nuclear
Segundo um relatório do serviço, em algumas zonas a presença do elemento químico em amostras foi 986 e 440 vezes superior aos indicadores do mês passado, correspondendo a um nível de "contaminação extremamente alta".

Anteriormente, foi informado que a agência alemã de proteção nuclear tinha detectado um aumento da presença do isótopo rutênio-106 em amostras do ar em diversos países europeus, cuja fonte estaria localizada na Rússia.

O rutênio-106 é utilizado como fonte de radiação no tratamento do câncer e em geradores termoelétricos de radioisótopos. A substância pode igualmente ser originada na reciclagem de elementos de combustível nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала