Polônia: provocações de Pyongyang estão ligadas ao 'comportamento agressivo' da Rússia

© REUTERS / KCNAKim Jong-un observa míssil balístico de longo alcance Hwasong-12.
Kim Jong-un observa míssil balístico de longo alcance Hwasong-12. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro da Defesa da Polônia, Antoni Macierewicz, declarou que ações provocativas de Pyongyang estão ligadas aos "planos e comportamento agressivo" da Rússia.

Parada militar em Pyongyang (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Duplo congelamento: plano conjunto da Rússia e China para acabar com crise norte-coreana
Do ponto de vista da Polônia, as ações da Coreia do Norte estão estreitamente ligadas aos planos russos e comportamento agressivo da Rússia", disse o ministro citado pela agência Ukrinform.

Segundo ele, esse reconhecimento é importante para entender a "dimensão da agressão e planos da Rússia".

Anteriormente, a mídia informou que a administração do presidente norte-americano Donald Trump está estudando a possibilidade de usar ciberarmas e drones para prevenir um ataque de mísseis por parte da Coreia do Norte.

Nos últimos meses, a Coreia do Norte realizou uma série de testes de mísseis e um teste nuclear. As sanções, aprovadas por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU em 11 de setembro em resposta ao teste nuclear da Coreia do Norte, proíbem o país de exportar produtos têxteis e limitam a quantidade de petróleo bruto e produtos petrolíferos refinados que podem ser importados por Pyongyang.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала