Shilka: o blindado soviético que ganhou nova vida na Síria (FOTO, VÍDEO)

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensSistema antiaéreo autopropulsado russo Shilka
Sistema antiaéreo autopropulsado russo Shilka - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O exército sírio e os seus tanques estão protegidos por uma "antiga glória" soviética: o sistema ZSU-23-4, também conhecido como Shilka.

O Shilka é um sistema antiaéreo instalado em uma base móvel. Apesar de o sistema ter entrado em serviço ainda em 1965, ele foi visto recentemente na Síria apoiando os blindados russos Tu-72M1 e protegendo as forças governamentais sírias. 

​O Shilka é destinado a eliminar lança-granadas, pessoal inimigo e pequenos veículos blindados. Esta arma também se tornou uma boa solução para neutralizar os carros-bomba de terroristas. 

É dotado de 4 canhões de 23 mm com cadência de tiro de até 1 mil projéteis por minuto. O seu alcance é de 2 km.

O Shilka foi modificado especialmente para operar no terreno sírio: foi retirado o sistema de radar e liberado espaço para mais munições. Se antes o blindado podia transportar 2 mil projéteis, agora a capacidade se tornou ainda maior. 

​Este blindado soviético com mais de 50 anos de idade está desempenhando o mesmo papel na Síria que o dos modernos blindados russos Terminator: apoiar os tanques em combate. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала