Japão amplia sanções contra a Coreia do Norte

© AFP 2022 / Yoshikazu TSUNOYoshihide Suga, secretário de gabinete do Japão, durante coletiva de imprensa
Yoshihide Suga, secretário de gabinete do Japão, durante coletiva de imprensa - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo do Japão ampliou o as sanções contra a Coreia do Norte nesta terça-feira, incluindo na lista de restrições nove empresas e 26 pessoas físicas.

Soldado sul-coreano passa por uma TV que transmite uma reportagem a respeito do mais recente teste com mísseis da Coreia do Norte. Dia 7 de junho de 2017 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte ameaça Japão com 'nuvens nucleares'
"Hoje, durante a sessão do governo, nove organizações e 26 pessoas físicas da Coreia do Norte foram uncluiídas na lista de organizações, cujos ativos devem ser congelados. O problema nuclear e de mísseis da Coreia do Norte é inédito e configura uma ameaça iminente", disse o ministro de Estado, Yoshihide Suga.

"É totalmente inadmissível o fato da Coreia do Norte ignorar os avisos da comunidade internacional e de continuar a realizar ações provocadoras", acrescentou o alto funcionário japonês.

Mesmo após a adoção de novas sanções por Tóquio, em 3 de setembro, a Coreia do norte realizou um teste nuclear e, no dia 15 do mesmo mês, Pyongyang lançou um míssil balístico que sobrevoou o território do Japão. 

Suga explicou que as novas sanções foram ditadas pela "necessidade de fortalecer a pressão sobre a Coreia do Norte, levando em consideração a visita do presidente dos EUA ao Japão, para fortalecer a unidade entre os dois países" [aliados].

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала