Coreia do Norte pode reagir à visita de Trump à península com novo teste de míssil

© AP Photo / Jon Chol JinAs pessoas a ver o lançamento do míssil balístico Hwasong-12 na televisão da estação ferroviária em Pyongyang, Coreia do Norte, 16 de setembro de 2017
As pessoas a ver o lançamento do míssil balístico Hwasong-12 na televisão da estação ferroviária em Pyongyang, Coreia do Norte, 16 de setembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma repórter da agência de notícias McClatchy News chocou todos os presentes em um programa do canal de TV MSNBC após afirmar que a Coreia do Norte poderia vir a testar um míssil durante a visita do presidente dos EUA, Donald Trump, à Ásia em novembro.

"O que os especialistas estão me dizendo é que a Coreia do Norte poderia vir a realizar um teste de míssil enquanto o presidente Trump estiver de visita", disse a repórter da McClatchy News, Anita Kumar."Isso vai pressioná-lo enquanto estiver na China ou Coreia do Sul", afirmou, acrescentando que o presidente norte-americano deverá decidir como deve agir em tal situação. 

Bombardeiro furtivo norte-americano B-2 na base aérea Whiteman da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Bombardeiro nuclear furtivo dos EUA chega à Ásia antes da visita de Trump
Não é a primeira vez que Pyongyang escolhe data simbólica para lançar seus mísseis. Em 4 de julho, Dia da Independência dos EUA, a Coreia do Norte testou com sucesso seu míssil Hwasong-14, que afirma ser intercontinental. Anteriores testes norte-coreanos tiveram por objetivo responder a exercícios militares dos Estados Unidos e da Coreia do Sul.

Espera-se que durante sua turnê pela Ásia, Trump visite a Corei do Sul, a China, o Vietnã e as Filipinas. No entanto, segundo Kumar, "a prioridade número 1 do presidente é a Coreia do Norte".

Desde sua posse em janeiro, Trump fez da Coreia do Norte o foco de sua política externa, assumindo uma posição mais dura e hostil em relação a Pyongyang se comparado aos presidentes antecessores.

Sistema de mísseis sul-coreanos Hyunmoo II (esquerda) e Sistema Tático de Mísseis dos EUA (direita) realizam exercícios conjuntos (Arquivo) - Sputnik Brasil
EUA não excluem ataque nuclear preventivo contra Pyongyang sem autorização do Congresso
Ainda não está claro se Trump visitará a Zona Desmilitarizada da Coreia (ZDC), durante visita à Coreia do Sul. Os três antecessores dele todos visitaram a zona, mas, de acordo com a Casa Branca, improvisos e questões de segurança podem afastar Trump de visitar a zona.

Quando perguntado se vai ou não visitar a ZDC, Trump disse: "Bom, prefiro não dizer, mas vocês ficarão surpresos."

Caso a Coreia do Norte não realize um teste na segunda ou terça-feira, então outubro será o primeiro mês desde o começo do impasse sem testes norte-coreanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала