Votação encerrada e apuração longa à frente na Catalunha

© Sputnik / Alexey Vitvitsky / Abrir o banco de imagensVoting at a polling station in Barcelona during a referendum on Catalonia's independence
Voting at a polling station in Barcelona during a referendum on Catalonia's independence - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O referendo sobre a independência da Catalunha da Espanha foi concluído e as seções de votação em toda a região fecharam agora há pouco. A contagem de votos, porém, "será longa e difícil" de acordo com as autoridades catalãs.

O número de votos no referendo da independência na Catalunha pode levar muito tempo, disse o porta-voz do governo catalão, Jordi Turull, no domingo, pedindo paciência e compreensão. 460 pessoas ficaram feridas pela repressão policial ao longo de todo o dia.

"Será um dia longo, as estatísticas e as contagens serão longas e difíceis também, então pedimos a paciência e a compreensão de todos", disse Turull em conferência de imprensa.

Man wearing a T-shirt with an Estelada flag, a symbol of Catalonian pro-independence, prepares his ballot in Catalonia's regional parliamentary election in Barcelona, Spain, September 27, 2015 - Sputnik Brasil
Para escapar da repressão policial, governo catalão ativa site e aplicativo de votação
A Generalitat, o governo regional da Catalunha, abriu um site e um aplicativo móvel para votação, uma forma de driblar a repressão policial que marcou o dia na segunda mais rica e populosa região espanhola. O governo disse anteriormente que os eleitores poderiam usar o site, criado na plataforma de blogs Wordpress, para votar até as 19h (horário de Brasília), mas leis catalãs proíbem a votação on-line.

Reação em Madri

O governo da Espanha está considerando a votação ilegal e tenta frustrar o referendo. O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, se manifestou logo após o fechamento das urnas dizendo que "hoje não houve um referendo, foi uma mera encenação".

"Constatamos que o Estado de Direito permanece em vigor", disse Rajoy em conferência de imprensa.

O mandatário espanhol assegurou que o governo agiu "com firmeza e serenidade" e que o "Estado de direito mantém sua força".

"Eu quero que vocês saibam que fizemos o que nós precisamos fazer. Nós agimos com a lei e somente com a lei", disse Rajoy.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала