Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Opinião: adesão da Palestina à Interpol é derrota dos EUA e Israel

© REUTERS / Mohamad TorokmanManifestante com a bandeira da Palestina
Manifestante com a bandeira da Palestina - Sputnik Brasil
Nos siga no
Em 27 de setembro de 2017, foi anunciada oficialmente a adesão da Palestina à Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol, em inglês). 75 países-membros da organização votaram pela aderência do país. A Palestina agora é membro da maior organização de segurança do mundo.

Bandeira da Palestina. - Sputnik Brasil
Para resolver impasse de 10 anos, Hamas anuncia acordo com Autoridade Nacional Palestina
Um dos líderes de Fatah (organização política e militar palestina) e especialista em segurança, Naji al-Ahmad, em entrevista à Sputnik Árabe, comentou esta notícia:

"A Assembleia Geral da Interpol aprovou a solicitação da Palestina de aderir à organização. Hoje esta questão foi discutida durante a reunião da assembleia na China. De acordo com os resultados, a Palestina se tornou membro da organização. A decisão correspondente foi tomada por grande maioria, contudo, EUA e Israel votaram contra e tentaram pressionar os outros membros da organização."

Naji al-Ahmad acredita que a adesão da Palestina à Interpol "reflete a visão global de que a Palestina é capaz de cumprir as leis e seguir os valores básicos da organização", acrescentando que o país possui instituições administrativas que ajudarão no funcionamento da Interpol. 

"É uma vitória gloriosa da Palestina no campo legislativo", afirmou o político, frisando que a maioria dos membros da organização "se opõe às tentativas dos EUA e de Israel de manipular e apoia Palestina, pois esta possui todos os direitos de fazer parte da Interpol", assinala al-Ahmad.

Bandeira israelense perto de assentamentos judaicos na Cisjordânia - Sputnik Brasil
Palestina acusa Washington de apoiar 'política de apartheid' israelense
Ele reafirmou à Sputnik que a Palestina é "capaz de cumprir suas obrigações e leis que regulam o funcionamento da Interpol" e acredita que "a adesão da Palestina à Interpol contribuirá para o combate à criminalidade, bem como fortalecerá o conceito legislativo a nível mundial. A Palestina possui intenções concretas de colaborar com todos os membros da organização para apoiar a proteção dos direitos humanos por todo o mundo".

Interpol é uma organização internacional que foi criada em Viena, na Áustria, no ano de 1923. Atualmente, ela coordena a atividade de forças da segurança a nível mundial. A organização presta assistência na investigação de crimes que envolva seus membros.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала