Assim foi 'longa noite' que acabou com os dinossauros

© Foto / Jan Sovak /University of AlbertaImpressão artística de um dinossauro
Impressão artística de um dinossauro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma noite de dois anos, provocada por um asteroide de 10 quilômetros de diâmetro, foi letal para muitos seres vivos que habitavam nosso planeta.

Dinossauro da espécie Chilesaurus diegosuarezi (visão artística) - Sputnik Brasil
'Dinossauro Frankenstein' é o elo perdido da evolução
Um grupo de cientistas do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas do Colorado, EUA, elaborou um modelo computacional capaz de simular o que se passou depois do terrível impacto de um asteroide, que contribuiu para desaparecimento de três quartos dos animais que habitavam a Terra na época, incluindo os dinossauros.

Segundo os dados dos cientistas, no subsolo, nas camadas da terra onde o impacto foi registrado, havia 15 bilhões de toneladas de cinza, produto dos incêndios que assolaram o planeta após o impacto do asteroide gigante.

Os pesquisadores simularam as condições em que a cinza se elevou e gerou uma camada impossível de ser atravessada pela luz do Sol. O resultado foi letal, porque a fotossíntese necessária para a vida das plantas – fonte de alimentação para muitas espécies que viviam na Terra – se tornou impossível.

Dinossauros (ilustração) - Sputnik Brasil
Cientistas encontram na Rússia razão da maior extinção na história da Terra
Mais do que isso, a temperatura do planeta diminuiu bruscamente e a camada de ozônio na atmosfera foi destruída em grande parte. Como se não bastasse, após dois anos de escuridão, os sobreviventes da "longa noite" tiveram que enfrentar a luz solar e a radiação ultravioleta sem a proteção da camada de ozônio, explicou o El País.

O impacto do asteroide aconteceu há 66 milhões de anos e os cientistas ainda sabem pouco sobre o que verdadeiramente aconteceu. No entanto, a pergunta que se surge é óbvia: onde estavam nossos ancestrais quando todo o planeta foi deixado na escuridão?

Uma das hipóteses dos cientistas é que os pequenos mamíferos poderiam ter sobrevivido a este "inverno" se escondendo debaixo da terra. Além disso, eles provavelmente sabiam como se adaptar às novas condições melhor do que os malvados dinossauros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала