Talibã condena decisão de Trump e promete continuar com jihad

© AFP 2022 / StringerMilitantes do Taliban no Afeganistão, 13 de outubro de 2015
Militantes do Taliban no Afeganistão, 13 de outubro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O porta-voz do Talibã condenou a decisão do presidente norte-americano Donald Trump de aumentar a presença militar dos EUA no Afeganistão.

Soldado da OTAN no Afeganistão, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Opinião: nova estratégia de McCain causará mais vítimas civis no Afeganistão
"Em vez de continuar a guerra no Afeganistão, os americanos deveriam pensar em retirar seus militares do Afeganistão", declarou Zabihullah Mujahid, porta-voz do Talibã (grupo terrorista, proibido na Rússia), citado pela Reuters.

Ele acrescentou que "enquanto pelo menos um militar americano estiver no nosso país", os insurgentes islamistas "vão continuar a jihad".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na noite desta segunda-feira (21) que o país deverá aumentar a sua presença com mais tropas no Afeganistão. A decisão, acertada no fim de semana, faz parte de uma nova estratégia de combate ao terrorismo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала