Putin diz que ataque de Barcelona reafirma necessidade de unir esforços contra terrorismo

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensA coletiva de imprensa do presidente russo Vladimir Putin no decurso da cúpula do grupo G20 em Hamburgo, em 8 de julho de 2017
A coletiva de imprensa do presidente russo Vladimir Putin no decurso da cúpula do grupo G20 em Hamburgo, em 8 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, condenou publicamente o ataque terrorista em Barcelona nesta quinta-feira (17), que deixou 13 pessoas mortas e mais de 80 feridos.

O líder russo também pediu uma resposta internacional unida para combater o terrorismo.

Polícia e equipes de emergência no local do atropelamento em massa ocorrido nesta quinta-feira, 17 de agosto, em Barcelona, Espanha - Sputnik Brasil
Polícia prende dois suspeitos de realizar ataque em Barcelona (VÍDEO)
"Nós condenamos fortemente esse crime cruel e cínico perpetrado contra cidadãos comuns", disse Putin em uma declaração que expressou condolências ao rei da Espanha, Felipe VI, bem como aos amigos e familiares das vítimas do ataque. 

Ele destacou também que o ataque terrorista realizado por atropelamento com uma van "reafirma mais uma vez a necessidade de unir verdadeiramente os esforços de toda a comunidade internacional na luta contra as forças terroristas".

No início do dia, o Ministério das Relações Exteriores russo publicou uma nota condenadndo o atentado. "Nós condenamos fortemente o ataque terrorista em Barcelona e temos certeza de que não há justificativa para esse mal no mundo", diz o comunicado.

Uma van atropelou dezenas de pessoas no centro de Barcelona na quinta-feira, 17 de agosto, deixando 13 pessoas mortas e mais de 50 feridos. As autoridades classificaram o incidente como um atentado terrorista. A polícia prendeu dois suspeitos de terem realizado o ataque. 

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала