Pequim se prepara para guerra na península da Coreia

© AP Photo / Wu Dengfeng Lançamento de míssil na China (arquivo)
Lançamento de míssil na China (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Logo após o anúncio do programa de sanções que afetará as exportações de carvão, ferro e chumbo da Coreia do Norte em 1 bilhão de dólares, Pequim estará realizando pelo menos seis exercícios navais no Mar Amarelo.

Oficiais da marinha chinesa (arquivo) - Sputnik Brasil
Marinha da China exibe força militar em exercícios navais na península da Coreia
Os exercícios certamente enviam um sinal de que os chineses "serão eficazes em qualquer conflito se a guerra eclodir", disse Malcolm Davis, do Instituto de Políticas Estratégicas da Austrália (ASPI), ao jornal South China Morning Post.

No entanto, esta mensagem não é apenas para Pyongyang, afirmou Collin Koh, da Universidade Tecnológica Nanyang de Cingapura. "Querem enviar um sinal… e o destinatário não é apenas a Coréia do Norte", disse Koh.

A força naval da China está aumentando significativamente. Na semana passada, os chineses incorporaram mais um grande navio à sua frota. Segundo Peter Roberts, do Instituto Real de Pesquisas na área de Defesa (RUSI), o poder naval da china está crescendo "como nenhuma marinha cresceu antes na história".

Os exercícios incluirão disparos, ensaios de mobilização ofensiva e defensiva, bem como a integração dos navios, submarinos e aeronaves. "Dezenas de tipos de mísseis" também serão lançados em mais de 10 missões, observou South China Morning Post.

Os exercícios, cujas datas exatas ainda serão definidas, serão supervisionados por autoridades e pelo comando do Exército de Libertação Popular da China.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала