Japão pede mais pressão e menos diálogo com a Coreia do Norte

© REUTERS / Toru HanaiTóquio: tv japonesa relata lançamento de míssil balístico intercontinental pela Coreia do Norte
Tóquio: tv japonesa relata lançamento de míssil balístico intercontinental pela Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Representante oficial do ministério das Relações Exteriores do Japão, ao comentar as novas sanções do Conselho de Segurança da ONU contra a Coreia do Norte, pediu aumento das pressões sobre Pyongyang, em vez do diálogo com as autoridades coreanas, informou Reuters.

O presidente Donald Trump falando com jornalistas na Casa Branca, em Washington, em 2 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Trump comemora sanções à Coreia do Norte no Twitter: 'Maior pacote de sanções da história'
"Agora não é momento para diálogo. É hora de aumentar as eficientes pressões sobre a Coreia do Norte, para que eles adotem medidas concretas para a desnuclearização", declarou o representante da chancelaria japonesa, Toshihide Ando.

Neste sábado, o Conselho de Segurança da ONU aprovou, por unanimidade, a resolução 2371, que amplia as sanções contra a Coreia do Norte. O documento contempla a proibição de importação de uma série de produtos da Coreia do Norte, inclusive de ferro, chumbo, carvão mineral e pescados. As contas do Banco de Comércio Externo da Coreia do Norte serão congeladas, e os navios norte-coreanos, que violarem as resoluções da ONU, ficarão impedidos de utilizar os portos em todo o mundo. As sanções também atingiram diversas pessoas físicas e autoridades coreanas, ligadas aos programas nuclear e de mísseis balísticos de Pyongyang.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала