Coalizão internacional reconhece que matou 624 civis durante operações na Síria e Iraque

© REUTERS / StringerFumaça após ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA contra militantes do Daesh em Kirkuk
Fumaça após ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA contra militantes do Daesh em Kirkuk - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Coalizão internacional liderada pelos EUA para combater contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e muitos outros países) reconheceu a morte de 624 civis como resultado dos ataques contra terroristas no Iraque e na Síria desde agosto de 2014 até junho de 2017.

Civis saem de Raqqa através do corredor aberto pelas Forças Democráticas da Síria. - Sputnik Brasil
Bombardeio da coalizão internacional em Raqqa vitima pelo menos 7 crianças
Na declaração da coalizão à qual a Sputnik teve acesso, o estado-maior conjunto da operação contra o Daesh "supõe que, provavelmente, pelo menos 624 civis foram mortos sem premeditação como resultado dos ataques aéreos".

Na declaração se lê que a estimativa da quantidade de vítimas foi feita em junho deste ano. Agora a coalizão continua examinando 424 relatos sobre a morte de civis.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала