China reprova medidas restritivas de Washington contra Coreia do Norte, Rússia e Irã

© AP Photo / Alex BrandonPresidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pequim ressaltou que é contra quaisquer medidas de restrição unilaterais, incluindo a nova lei norte-americana sobre o endurecimento de restrições contra a Rússia, a Coreia do Norte e o Irã, comunica o Ministério do Exterior da China.

Candidato republicano à presidência americana, Donald Trump, durante o debate organizado pela emissora CNN - Sputnik Brasil
Trump: novas sanções dos EUA irão aproximar China, Rússia e Coreia do Norte
"Pensamos que a superação dos desacordos que surgem entre diferentes países deve ser realizada com base no respeito mútuo e através do diálogo de direitos iguais", se lê na declaração do Ministério do Exterior.

Nesta semana o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou o projeto de lei sobre as novas sanções contra a Rússia, o Irã e a Coreia do Norte. Este pacote de sanções é o maior dos aprovados desde o início de 2014.

No Congresso dos EUA havia bastantes votos para superar o possível veto de Trump, por isso o chefe de Estado foi de fato forçado a assinar este projeto de lei. Ao mesmo tempo, Trump afirmou que o documento contém normas inconstitucionais e acusou o congresso de agravar as relações entre a Rússia e os EUA.

A nova lei limita os poderes do presidente de levantar as sanções e dá ao Congresso o direito de serem os congressistas a decidir esta questão. 

Donald Trump também expressou preocupações de que as novas sanções podem fazer o Irã, a Rússia e a Coreia do Norte se aproximarem.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала