Mídia: Alemanha propõe ampliar sanções antirrussas devido ao escândalo em torno da Siemens

Nos siga noTelegram
Alemanha propôs incluir na lista de sanções mais 3-4 cidadãos russos por causa das turbinas da Siemens, informa a agência Reuters citando fontes diplomáticas.

Emblema Siemens - Sputnik Brasil
Alemanha: escândalo da Siemens pode piorar relações com Moscou
Segundo a agência, já na quarta-feira (26), os países da União Europeia poderão discutir novas sanções antirrussas devido ao escândalo em torno da Siemens.

No entanto, a própria empresa não comentou esta notícia.

"Não comentamos especulações da mídia", disse à Sputnik Phillipp Encz, representante da empresa, acrescentando que a posição do consórcio foi apresentada na declaração publicada na sexta-feira (21).

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, por sua vez, também recusou fazer comentários a respeito da notícia.

"Não consideramos possível comentar a informação da Reuters que não contém referência a qualquer fonte identificável. Frequentemente esse tipo de notícias se revelaram falsas. Por isso, não consideramos possível comentá-las", declarou Peskov.

O consórcio alemão Siemens anteriormente havia declarado que quatro turbinas destinadas a uma usina em Taman tinham sido transferidas para a Crimeia de modo ilegítimo. A empresa propôs resgatar as turbinas e anular o contrato. Além disso, a Siemens declarou que vai suspender a cooperação com as empresas estatais russas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала