França não insiste mais na saída de Assad; prioridade é luta contra terrorismo

© REUTERS / Stephane MahePresidente da França, Emmanuel Macron, recebe o presidente dos EUA, Donald Trump, em Paris. 13 de julho, 2017
Presidente da França, Emmanuel Macron, recebe o presidente dos EUA, Donald Trump, em Paris. 13 de julho, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A França não insiste mais na saída do presidente da Síria, Bashar Assad, sendo a luta contra o terrorismo seu objetivo principal. A declaração é do presidente francês, Emmanuel Macron, em entrevista coletiva com o presidente dos EUA, Donald Trump, nesta quinta-feira (13), em Paris.

"Nós mudamos a doutrina francesa em relação à Síria. Nossa principal tarefa é erradicar os grupos terroristas, quaisquer que sejam", disse o líder francês.

Membro das tropas governamentais hasteia uma bandeira da Síria em Aleppo - Sputnik Brasil
Mídia: EUA estão prontos para deixar Rússia definir destino de Assad
Macron acrescentou que a "saída de Assad já não é mais uma condição necessária para a França". 

Trump, por sua vez, afirmou que os Estados Unidos e a Rússia estão atualmente discutindo um segundo acordo de cessar-fogo na Síria.

"Ao ter uma certa comunicação e diálogo [com a Rússia] conseguimos um cessar-fogo e isso está acontecendo muito bem. Francamente, estamos trabalhando em um segundo cessar-fogo em uma parte muito áspera da Síria", disse Trump a repórteres. "E se conseguirmos isso, nós não teremos balas sendo disparadas na Síria", completou. 


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала