Novo porta-aviões britânico 'não tem qualquer possibilidade' contra Admiral Kuznetsov

© Sputnik / Sergei Eschenko / Abrir o banco de imagensPorta-aviões russo Admiral Kuznetsov
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As afirmações do secretário da Defesa britânico, Michael Fallon, sobre a supremacia do novo porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth sobre o navio russo Admiral Kuznetsov foram postos em causa por vários especialistas.

O capitão russo Sergei Kremenchutsky, entrevistado pelo canal russo Zvezda, considera que é melhor que o porta-aviões britânico não se envolva em um duelo com o Admiral kuznetsov no mar.

"É evidente que no mar aberto o porta-aviões britânico não terá qualquer possibilidade contra o navio russo […] Falando de suas capacidades de combate, o Queen Elizabeth e o Admiral Kuznetsov são diferentes em muitos aspetos", disse o especialista.

Porta-aviões Admiral Kuznetsov e helicóptero Ka-29 das Forças Armadas da Rússia no Mediterrâneo - Sputnik Brasil
Especialista militar: secretário da Defesa britânico mostrou sua completa ignorância
É que o HMS Queen Elizabeth não conta com armas e sistemas de defesa antiaérea, que ajudam o navio a se proteger a si próprio. Isto é, sem navios de escolta, o porta-aviões britânico não poderá zarpar ao mar aberto. Caso o faça, todas suas funções se limitarão às de um aeródromo flutuante. O Admiral Kuznetsov, por outro lado, está equipado com sistemas antiaéreos e com mísseis antinavio Granit.

Mesmo assim, o especialista recorda que atualmente o porta-aviões Queen Elizabeth é o maior navio da Marinha Real Britânica. No entanto, apesar de todas suas "vantagens estéticas", o navio britânico representa apenas um grande alvo naval.

Anteriormente, a mesma opinião foi expressa pelo representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала