Ex-jogador da seleção russa promete recepção calorosa durante a Copa do Mundo na Rússia

© Sputnik / Maksim BogovidFutebolista nigeriano, campeão olímpico de 1996, Jay-Jay Okocha, Ronaldinho Gaúcho e cantora Elvira Kalimullina tiram uma fotografia com ex-jogador da seleção russa, Aleksey Smertin, durante a cerimônia de inauguração do Parque da Copa das Confederações FIFA 2017, em Kazan, na Rússia
Futebolista nigeriano, campeão olímpico de 1996, Jay-Jay Okocha, Ronaldinho Gaúcho e cantora Elvira Kalimullina tiram uma fotografia com ex-jogador da seleção russa, Aleksey Smertin, durante a cerimônia de inauguração do Parque da Copa das Confederações FIFA 2017, em Kazan, na Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O comissário de combate ao racismo e à discriminação da União de Futebol da Rússia e Embaixador da Copa do Mundo de 2018, Aleksey Smertin, comentou um incidente, ocorrido durante o carnaval na cidade de Sochi, classificado como racista.

Grupo organizado de torcedores, os Chapolins Brasileiros, que se viralizou nas redes e ficou conhecido devido à participação ativa nas Olimpíadas 2016 - Sputnik Brasil
Torcida brasileira na Copa do Mundo 2018 não tem medo de 'hooligans' russos
Alguns participantes do carnaval foram vistos em roupas nacionais de um dos países africanos, segurando bananas. Smertin condenou o incidente e fez um apelo aos torcedores que pretendem visitar a Copa das Confederações, em 2017, e a Copa do Mundo, em 2018, que serão realizadas no país. 

O ex-jogador de futebol prometeu uma recepção calorosa para todos os visitantes.

"Vocês terão uma recepção calorosa. Estaremos felizes de ver vocês, vindos de todos os continentes, e demonstraremos toda a nossa cordialidade, gentileza e calor. A Rússia não tolera nenhum tipo de discriminação", disse Smertin.

Segundo ele, as manifestações racistas registradas foram caso isolado, perpetrado por um pequeno grupo de pessoas, que não reflete a posição da sociedade russa.  

Ele disse que a posição racista de certos grupos de pessoas são fruto da ignorância e que trabalhos de conscientização estão sendo feitos nesse sentido.

"Deve haver respeito. Esse é um postulado mais básico. Respeito aos torcedores, respeito aos oponentes, respeito aos times que vem para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Isso é muito importante", concluiu o atleta russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала