Pyongyang acusa EUA de impedir cooperação entre Rússia e Coreia do Norte

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensParticipantes dos festejos comemorando os 105 anos de nascimento de Kim Jong-il são vistos com bandeiras na praça principal em Pyongyang
Participantes dos festejos comemorando os 105 anos de nascimento de Kim Jong-il são vistos com bandeiras na praça principal em Pyongyang - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA estariam tentando impedir a cooperação econômica entre a Rússia e a Coreia do Norte, promovendo "falsas acusações" após o lançamento da nova rota marítima entre os portos de Vladivostok e Rajin. Quem afirma é o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte em comunicado divulgado pela mídia norte-coreana.

"Os Estados Unidos com a ajuda de seus lacaios estão tentando interromper a cooperação econômica entre a Coreia do Norte e a Rússia e sufocar a Coreia do Norte economicamente", diz o comunicado.

Bandeira japonesa no porto de Tóquio - Sputnik Brasil
Tóquio está preocupada com rota marítima entre a Rússia e Coreia do Norte
O porta-voz da diplomacia norte-coreana acrescentou que o início do serviço regular de balsa de passageiros pela nova rota marítima é uma "cooperação econômica normal entre os dois países".

Um projeto de lei, aprovado recentemente pelo Congresso dos EUA, com novas medidas restritivas relacionadas com o programa nuclear norte-coreano prevê, entre outras coisas, um "controle especial" por parte dos EUA dos portos marítimos de vários países, entre os quais os portos do Extremo Oriente russo de Vladivostok, Nakhodka e Vanino.

É a primeira vez que a rota marítima entre a Coreia do Norte e a Rússia é utilizada. A cidade norte-coreana de Rason e o seu porto de Rajin receberam o status de zona econômica livre e "cidade especial", possibilitando a livre realização de novas oportunidades para os negócios.  

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала