'Pastor-exorcista' que queimou mulher na Nicarágua foi condenado a 36 anos de prisão

Nos siga noTelegram
Juan Gregorio Rocha, que proclama ser pastor, e mais três pessoas foram condenados a 36 anos de prisão por terem queimado viva Vilma Trujillo, de 25 anos, em um suposto ritual de exorcismo.

Baby box em Alemanha, no hospital de Waldfriede - Sputnik Brasil
Criança indiana nasce com 2 cabeças e 3 braços (FOTO)
Em 12 de fevereiro, um grupo levou Vilma para "uma oração de cura". Seis dias depois, ela foi queimada em uma fogueira. A mulher sofreu queimaduras em 80% de seu corpo e morreu depois de uma semana de agonia.

Entre os condenados há uma mulher que passará 30 anos na prisão por estar também envolvida no homicídio. Outros implicados também foram condenados a 30 anos já que a legislação do país não prevê uma pena maior, segundo o portal La Prensa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала