CNN: Síria deslocou seus aviões para mais próximo da base russa

© Sputnik / Ramil Sitdikov / Abrir o banco de imagensCaça da Força Aeroespacial russa Su-30SM decola da base aérea de Hmeymim, Síria, junho de 2016
Caça da Força Aeroespacial russa Su-30SM decola da base aérea de Hmeymim, Síria, junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As autoridades sírias deslocaram os seus aviões para mais próximo da base militar russa de Hmeymim, a fim de os protegerem dos ataques da coalizão. Esta informação foi divulgada pela CNN, que cita fontes militares dos EUA.

O canal nota que Damasco deslocou para a área da base russa "a maioria ou todos os aviões militares", não apontando o número exato. "O presidente da Síria Bashar Assad busca desta maneira a proteção do Kremlin", acha CNN.

As caixas da ajuda humanitária russa contêm comida, item que mais falta nas áreas assoladas por um conflito - Sputnik Brasil
Rússia entrega quase 8 toneladas de ajuda humanitária à Síria
De acordo com os jornalistas, as autoridades sírias supõem que os EUA e a coalizão não se decidirão a atacar as proximidades imediatas da base de Hmeymim.

Na noite de 7 de abril a Força Aérea dos EUA atacou com 59 mísseis Tomahawk a base aérea síria de Shayrat, perto da cidade de Homs. Segundo vários dados, morreram de sete a dez pessoas, incluindo civis.  

O presidente dos EUA Donald Trump chamou o bombardeio de "resposta adequada" ao ataque em Idlib, do qual os americanos acusam Damasco. Moscou criticou fortemente as ações do Washington, considerando-as como agressão contra um Estado soberano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала