- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lula x Moro: Ex-presidente se diz 'ansioso' para depor ao juiz da Lava Jato

© Fábio Pozzebom / Agência BrasilLuiz Inácio Lula da Silva
Luiz Inácio Lula da Silva - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira estar "ansioso" para prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pela primeira instância de julgamentos da Operação Lava Jato, em Curitiba.

"Estou ansioso para esse depoimento. Vai ser a primeira oportunidade que terei de saber qual é a acusação contra mim, que tipo de prova eles têm. Até agora, a única coisa que ouvi dizer é que não devo esperar provas: o que eles têm convicção", disse Lula, em entrevista à rádio O Povo/CBN, de Fortaleza.

Embora tenha reconhecido que Moro tenha “um papel importante para o país”, em razão das descobertas e avanços da Lava Jato no combate à corrupção, o petista também subiu o tom ao criticar o que chamou de “uso da imprensa para condenar antes de ter provas”.

“Prova significa documento, coisa escrita, conta bancária. Já quebraram meu sigilo, o sigilo da minha mulher, uma conversa minha com a Dilma [Rousseff, presidente alvo de impeachment em 2016]. Não sei qual o limite deles em invadir a minha vida”, afirmou Lula, que será ouvido no dia 3 de maio, às 14h.

Luiz Inácio Lula da Silva - Sputnik Brasil
Opinião – Emir Sader: 'Filme da Lava Jato é forma de atingir Lula'

Falando sobre o cenário político atual no país, o petista defendeu eleições diretas para presidente, o que seria uma forma do povo escolher o seu preferido pelo voto – uma crítica recorrente ao atual presidente da República, Michel Temer, que era vice de Dilma. Seria uma forma de retomar o “Brasil feliz”, que Lula atribuiu ao seu tempo no Palácio do Planalto.

O ex-presidente ainda disse respeitar Ciro Gomes, possível adversário na corrida presidencial em 2018, e criticou o prefeito de São Paulo, João Doria, que vem alfinetando seguidamente o petista com críticas e provocações.

“Ele [Doria] quer ser transformado em meu antagonista. Eu não farei isso por ele. O que ele precisa é governar São Paulo e parar com pirotecnia”, avaliou.

No cenário internacional, Lula chamou de “irresponsável” o ataque dos Estados Unidos contra a Síria. “É preciso saber se a Síria usou mesmo armas químicas. Diziam a mesma coisa sobre o Iraque em 2003 e até agora não encontraram nada […]. O mundo não precisa de mais guerra. O mundo precisa é de paz”, concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала